Réveillon

0
0
0
s2sdefault

A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) ampliou para 500 o número de kits distribuídos para os ambulantes que irão trabalhar na Arena Daniela Mercury durante os cinco dias do Festival Virada Salvador 2019. Em cada kit, serão entregues três isopores, um grande e dois pequenos, o que irá beneficiar cerca de 1,5 mil vendedores informais. Ano passado, eram 450 kits, com 1,35 mil trabalhadores atuando.

Os vendedores serão organizados em ilhas, distribuídas por diversos espaços da arena, para proporcionar mais comodidade ao público e não prejudicar a mobilidade. Por meio de uma parceria com a Ambev, a Semop vai promover palestras para os trabalhadores licenciados sobre: legislação municipal, licenciamento, técnicas de vendas, permissão de produtos, noções de higiene, proibição do trabalho infantil e da venda de bebida alcoólica para menores de 18 anos.

“Sabemos que tem muita gente necessitando trabalhar, principalmente diante da crise econômica pela qual passa o país. Por isso, chegaremos, esse ano, a 1,5 mil pessoas trabalhando no comércio informal dentro da arena. Isso sem falar nos que serão ordenados na área externa. A ampliação demonstra a sensibilização da Prefeitura com a situação”, disse o titular da Semop, Marcus Passos.

Os ambulantes que trabalharam na Arena Daniela Mercury no ano passado comemoraram um aumento de, em média, 40% nas vendas em relação à festa de 2017, que ocorreu na Praça Cairu, no Comércio. O resultado é atribuído ao maior fluxo de pessoas na Boca do Rio. A expectativa para este ano é de um resultado ainda melhor.

Ordenamento – A Semop vai contar com quatro bases na Boca do Rio – três externas e uma interna. Ao todo, 102 agentes atuando em três turnos, sendo que 80 vão orientar e fiscalizar os vendedores ambulantes e 22 vão combater a poluição sonora, tanto na área interna como no entorno.

Além disso, 30 agentes da Salvamar atuarão na praia, também nos três turnos, com o apoio de moto aquática e bases elevadas. “Pedimos cuidado e atenção de quem vai à praia principalmente para que evite entrar no mar após o consumo de bebida alcoólica ou em período de maré alta”, orienta Passos.

Proibições - Durante o Festival da Virada, não será permitida a comercialização de produtos em carros de mão, fogareiros, churrasqueiras, nem bebidas pré-preparadas artesanalmente. Também é proibido o uso de embalagens reaproveitadas de louças, alumínio ou vidro, que devem ser substituídas por embalagens descartáveis.

Todo material irregular será apreendido pelas equipes de fiscalização e encaminhado para o Setor de Guarda de Bens Apreendidos (Segub), situado na Avenida San Martin. As infrações estarão sujeitas a multas que vão de R$ 75,66 a R$ 151,33.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), vai implantar um espaço de convivência para crianças e adolescentes de 0 a 17 anos para o Festival Virada Salvador 2019. Uma alternativa muito bem-vinda, por exemplo, para vendedores ambulantes e catadores de latinhas que possuem filhos e não têm onde deixá-los enquanto trabalham no evento.

A unidade de acolhimento estará disponível na Escola Municipal Luiza Mahin, situada na Avenida Simon Bolívar, Boca do Rio, próximo ao Centro de Convenções. O local prestará atendimento para até 100 crianças, entre os dias 27 de dezembro e 2 de janeiro de 2019. Quem quiser deixar a criança lá basta se dirigir à escola portando Certidão de Nascimento do menor, RG e comprovante de residência, além dos documentos do responsável legal.

A garotada terá direito a seis refeições diárias, brincadeiras e atividades lúdicas. A estrutura montada terá equipe composta por assistentes sociais, psicólogos, pedagogos e educadores sociais, além da equipe de coordenação da SPMJ. A iniciativa faz parte das ações de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), bem como o Combate à Violência e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes em Salvador.

Festas populares - As estruturas de acolhimento se repetirão nas festas populares e na folia momesca de 2019. Na próxima Lavagem do Bonfim, em 17 de janeiro, uma unidade provisória da SPMJ será montada na antiga sede do Abrigo Dom Pedro II, em Boa Viagem, com capacidade para receber até 60 crianças e adolescentes. Na Festa de Iemanjá (2 de fevereiro) e Lavagem de Itapuã (21 de fevereiro), outros espaços do tipo serão implantados na Escola Municipal Hercilia Moreira, no Rio Vermelho, e na Creche e Pré-Escola Primeiro Passo de Itapuã, respectivamente.

No período pré-carnavalesco, como Fuzuê e Furdunço, o público infanto-juvenil poderá ficar na Escola Municipal Casa da Amizade, em Ondina. De 27 de fevereiro a 6 de março, durante a maior festa de rua do planeta, o Carnaval soteropolitano, haverá acolhimento de 400 crianças e adolescentes em quatro unidades: na Escola Municipal Casa da Amizade (Ondina), na Escola Municipal Hercília Moreira (Rio Vermelho), no Colégio Estadual Mário Augusto Teixeira de Freitas (Nazaré) e Colégio Estadual Senhor do Bonfim (Barris).

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

No Festival Virada Salvador 2019, a Guarda Civil Municipal (GCM) irá atuar com 550 agentes por dia. Os guardas serão responsáveis pela proteção dos equipamentos públicos, ações de prevenção à violência, patrulhamento preventivo e apoio aos órgãos do município. Os agentes atuarão de maneira preventiva, com intuito de evitar atos que atentem contra os bens públicos, servidores e cidadãos que estarão curtindo o festival. Os servidores da corporação receberam diversas capacitações ao longo do ano, inclusive com preparação para grandes eventos, tendo como orientação um trabalho equilibrado e próxima ao cidadão. 

Os agentes que estarão nas patrulhas irão trabalhar devidamente identificados com coletes reflexivos e em posse de equipamentos de baixa letalidade, a exemplo das pistolas de condutividade elétricas, tonfas, além de capacetes, seguindo, inclusive, os moldes do Carnaval. 

No que se refere às ações de prevenção à violência, a Guarda atuará com a distribuição de material informativo com dicas de segurança antes do Réveillon, realizando a distribuição em diversos pontos da cidade: estações de metrô, ônibus, porto de Salvador, hotéis e pousadas, dentre outros. No evento, 60 guardas civis estarão incumbidos de realizar o trabalho de identificação de crianças e devolução de documentos e objetos encontrados na Arena. 

Diretor-geral da Guarda Civil, Maurício Lima garante que todos os agentes que estarão capacitados e espera o mesmo desempenho da edição anterior. "Esperamos repetir a atuação do ano passado, de forma firme, equilibrada e que contemple o Festival da Virada como um espaço de muito conforto e muita segurança para o cidadão", afirma. 

Balanço - No Festival da Virada de 2018, a Guarda Civil realizou a identificação de 16.267 crianças, a distribuição de 5 mil cartilhas informativas, com dicas de segurança, preservação e conservação do patrimônio público. Quinze crianças que se perderam durante o evento foram resgatadas e devolvidas aos seus responsáveis, além de serem catalogados 797 documentos e pertences pessoais encontrados na Arena, sendo 109 devolvidos durante o evento. Como no ano anterior, a Guarda Civil terá equipes realizando a devolução de documentos perdidos na própria Arena, que poderão ser consultados através do site da corporação. 

A Polícia Militar da Bahia ficará responsável pelas revistas nas entradas do evento. Seguindo a linha de trabalho dos anos anteriores, cada órgão de segurança pública ficará responsável por suas atividades, tendo todos como objetivo promover maior tranquilidade e conforto para todos. No festival passado, a Guarda Civil registrou 2.023 atendimentos e 44 ocorrências, sendo considerado um grande sucesso o molde aplicado, pois, a partir da integração de diversos órgãos, foi possível gerar mais segurança e conforto ao cidadão. 

Nas ações em apoio aos órgãos públicos, a Guarda Civil atuará em parceria com a Transalvador em três barreiras de acesso. Com a Secretaria de Mobilidade (Semob), o apoio será prestado durante as operações de transporte em duas bases montadas para o evento, com intuito de garantir tranquilidade no embarque de passageiros. Com a Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), nas ações de fiscalização das marcas. Os guardas estarão presentes ainda no módulo de saúde montado pela Prefeitura para o evento.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Festival Virada Salvador 2019 reserva cinco dias de festa para comemorar a chegada do novo ano, entre 28 de dezembro e 1º de janeiro, para a alegria dos soteropolitanos e turistas que estiverem na cidade. São mais de 70 horas de música, com 28 shows e 300 artistas envolvidos. A expectativa é que mais de 2 milhões de pessoas estejam presentes nos 5 dias de evento.

Sobre as novidades na grade de atrações, mais oito nomes se juntam aos 20 já anunciados em evento nacional realizado no mês de outubro em São Paulo: Zezé Di Camargo & Luciano, Mano Walter, Durval Lelys, Igor Kannário, Mariene de Castro, Danniel Vieira e Netinho fecham a grade do Festival Virada Salvador 2019. Já haviam sido anunciados os shows de Milton Nascimento, Claudia Leitte, Bell Marques, Xand Avião, Harmonia do Samba, Devinho Novaes, Luan, Léo Santana, La Fúria, Anitta, Jorge & Mateus, Matheus e Kauan, Ferrugem, Lincoln & Duas Medidas, Alok, Wesley Safadão, Ivete Sangalo, Psirico, Mc Kevinho e Daniela Mercury.

O evento será, pelo segundo ano consecutivo, na orla da Boca do Rio e a arena que está sendo montada para receber a festa recebe o nome de Arena Daniela Mercury. O show à parte ficará por conta do palco montado para o evento. A estrutura, juntamente com a cenografia, terá 60 metros de frente por 16 de altura. A cobertura será de alumínio, material mais moderno e que possibilita maior agilidade para a montagem. O palco chamará atenção também pelo uso da tecnologia e interatividade implantada.

Vale lembrar que, além dos shows no palco gigante, o Festival Virada Salvador 2019 conta com espaços de lazer. Um desses espaços é a roda-gigante, a maior da América Latina, com uma estrutura que possui 36 metros de altura e é toda iluminada em LED. O equipamento tem capacidade para receber até 140 pessoas de uma só vez e, no evento d ano passado, mais de 10 mil pessoas por dia.

A emoção também está garantida na tirolesa. Com 10 metros de comprimento, 80 metros de extensão e equipada com duas plataformas, o percurso conta com aproximadamente 20 a 30km por hora, a depender do peso do usuário. Tanto a roda-gigante quanto a tirolesa são atrações gratuitas do festival.

Show pirotécnico – A Arena Daniela Mercury vai contar com uma vista para dois pontos de queima de fogos. Os shows pirotécnicos dos espaços durarão cerca de 15 minutos. Além da Boca do Rio, mais 16 bairros da cidade contarão queima de fogos: Barra, Rio Vermelho, Amaralina, Jardim de Alah, Patamares, Itapuã, Cajazeiras, Periperi, Paripe, Ribeira, Boa Viagem, Santo Antônio Além do Carmo e nas Ilhas dos Frades (praia de Paramana), Bom Jesus dos Passos, Maré (praia de Santana).

Espaços gastronômicos – Esta segunda edição do festival vai contar com uma Feira Criativa com um total de 40 estandes, com uma diversidade de oferta para o público que for conhecer e se divertir na arena. O espaço terá variedade de opções gastronômicas e também ofertas de acessórios, economia criativa, camiseteria, galeria de achados criativos e uma programação especial para as crianças. Além da feira, a Arena Daniela Mercury contará com uma Vila Gastronômica, com muitas delícias regionais para o público repor as energias e também com um espaço para Food Trucks com cardápio diversificado.

Confira a grade completa do Festival Virada Salvador 2019:

28.12

Milton Nascimento
Claudia Leitte
Bell Marques
Xand Avião
Harmonia do Samba

29.12

Devinho Novaes
Zezé Di Camargo & Luciano
Luan
Durval Lelys
Léo Santana
Mano Walter

30.12

Igor Kannário
La Furia
Anitta
Jorge e Mateus
Matheus e Kauan
Ferrugem

31.12

Lincoln & Duas Medidas
Alok
Wesley Safadão
Ivete Sangalo
Psirico
Mc Kevinho

01.01

Daniel Vieira
Mariene de Castro
Daniela Mercury
Netinho

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault
Entrevista do prefeito ACM Neto sobre o Festival Virada Salvador 2019. Ele destaca os custos e movimentação econômica do evento, as expectativas para o trade turístico, a mudança na queima de fogos e o perfil do público presente. A coletiva aconteceu hoje (11), no Teatro Gregório de Mattos, na Praça Castro Alves. 
 
0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O impacto econômico do Festival Virada Salvador 2019 foi destacado hoje (11) pelo prefeito ACM Neto, em coletiva de lançamento da grade e da operação de serviços montada pelo Executivo municipal para a festa. Um dos dados mais significativos, destacou o prefeito, é a movimentação econômica durante o período, que deve girar em torno de R$500 milhões, principalmente graças ao fluxo turístico - são esperados cerca de 430 mil visitantes durante os cinco dias de festa, entre 28 de dezembro e 1º de janeiro, na Arena Daniela Mercury, na Boca do Rio.

 "Isso significa geração de emprego desde para o menor comerciante, como o ambulante, até as cadeias de hotéis, pois a gente espera uma ocupação de até 100% dos leitos ao longo dos cinco dias de festival, que se tornou um dos principais produtos de entretenimento do país", salientou ACM Neto. "Por isso, fazemos uma festa que agrade a todos os públicos. Essa é uma festa que tem uma grande energia, para que Salvador vire 2019 com muita vibração", acrescentou.

Questionado pela imprensa, o prefeito afirmou que o custo para a realização do evento gira em torno de R$10 milhões. Mas frisou que 60% disso é pago pelos patrocinadores, sendo dois deles confirmados hoje: Avatim e Bohemia. A Caixa Econômica Federal deverá ser o terceiro apoiador. "Não vai haver um centavo de dinheiro público (na contratação dos artistas). O investimento da Prefeitura garante a infraestrutura para a realização do evento, importantíssimo para a economia da cidade, a exemplo do transporte, da limpeza, do trânsito e assistência à saúde. Fazemos de tudo para que seja, novamente, um festival tranquilo e seguro, como foi nas outras edições", declarou.

Atrações – Quanto à grade de atrações, ACM Neto salientou que os maiores artistas do Brasil estarão reunidos na capital baiana nos cinco dias de festa. “São artistas para todos os gostos, que vai desde Milton Nascimento a (Wesley) Safadão, do Psirico a Ivete Sangalo, numa quantidade extraordinária de música, de som, de festa e de energia para que a gente possa virar o ano com o pé direito, que o 2019 seja com muito mais vibração para a cidade”, afirmou. Além da grade completa, o dia 1º terá uma atração surpresa, também a ser divulgada em breve, e que se juntará às demais apresentações do dia: Danniel Vieira, Mariene de Castro, Daniela Mercury e Netinho.

Para garantir o conforto e o sucesso do Festival Virada Salvador, um megaesquema municipal de serviços foi montado e envolve áreas como as da saúde, trânsito, transporte, ordenamento do comércio informal, fiscalização da publicidade irregular e assistência social, dentre outras. “Será um evento muito seguro e tranquilo para as famílias curtirem, como Salvador sabe fazer”, afirmou ACM Neto.

 Anúncio – Durante a apresentação, foi divulgada uma novidade: assim que for desmontada a estrutura da Arena Daniela Mercury, o local dará lugar às obras do novo Parque dos Ventos, ao lado do futuro Centro de Convenções de Salvador. “Já temos orçamento e empresa escolhida e a intenção é de que as obras de construção do parque sejam iniciadas no início de janeiro”, avisou o prefeito.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Órgãos vão atuar em conjunto para garantir sucesso do maior Réveillon do país

Uma operação especial envolvendo diversas secretarias e órgãos da administração municipal vai permitir que o Festival Virada Salvador 2019 alcance ainda mais sucesso da edição anterior. Com o know how de quem sabe realizar grandes eventos, a Prefeitura já iniciou os preparativos para que baianos e turistas possam curtir na boa o melhor e maior Réveillon do Brasil, entre os dias 28 de dezembro e 1° de janeiro, na orla da Boca do Rio, em uma arena completa e recheada de atrações.

Para isso, um dos principais pontos é garantir que o público chegue e saia do festival com tranquilidade e segurança. Quem vai curtir a festa de transporte público, por exemplo, a melhor opção é utilizar uma das 38 linhas de ônibus que compõem uma frota de 400 veículos e abrangem os principais pontos da cidade. A Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) vai prolongar o horário de atendimento dessas linhas, além de disponibilizar 56 veículos extras da frota reguladora, com itinerários distribuídos pelas três áreas da cidade - Orla, Centro e Subúrbio -, de acordo com a demanda.
Entre 28 e 30 de dezembro haverá 43 linhas circulando diariamente com horários prolongados, das 16h até 5h da manhã do dia seguinte. Neste mesmo período, 56 veículos extras da frota reguladora serão disponibilizados diariamente, entre 22h às 5h, nas imediações do evento e na Estação da Lapa. Já no dia 31, as 43 linhas irão prolongar o atendimento até às 7h da manhã.

Para o festival, será criada a linha Estação Pituaçu x Boca do Rio, visando atender aos usuários que utilizam o metrô e desejam se deslocar até o evento. Nesse caso, serão 18 veículos operando das 18h até meia-noite. Já no dia 31de dezembro, essa linha irá operar com uma frota de 36 veículos. O ponto de embarque e desembarque ficará na Rua Simon Bolivar, em frente à farmácia Drogasil.

Os usuários do transporte que utilizam as linhas de ônibus sentido Centro contarão com dois pontos de ônibus para embarque e desembarque na Avenida Octavio Mangabeira, em frente ao antigo restaurante Agdá. Ou o ponto, na mesma via, em frente ao restaurante Iemanjá. Já para as linhas sentido Itapuã, os passageiros poderão utilizar o ponto situado na Avenida Octavio Mangabeira em fronte ao Iemanjá. Ou o ponto provisório, na Praça Osório Vilas Boas.

Fiscalização - Outra opção para não perder a folia é optar pelos micro-ônibus do Sistema de Transporte Especial Complementar (Stec). O serviço vai contar com frota de 300 veículos, operando até às 5h da manhã. Durante todo o período da festa, 140 agentes da fiscalização de transporte estarão nas ruas. Além disso, a Semob vai realizar o monitoramento em tempo real de todas as linhas por meio do Centro de Controle Operacional (CCO).

Taxistas e mototaxistas - O ponto de taxis situado na Avenida Octavio Mangabeira, nas imediações do evento, no sentido Itapuã e em frente ao Imeja, estará sinalizado com blimp. Para o segundo ano do serviço legalizado, os usuários do serviço de mototáxi contarão com um ponto nas imediações do evento, logo após o ponto de táxi, na Avenida Octavio Mangabeira, em frente ao Imeja.

Na área restrita serão permitidos apenas os mototaxistas regulamentados pela Prefeitura. Durante o evento, a Semob, por meio da Coordenadoria de Táxis e Transportes Especiais (Cotae,) irá coibir e autuar o mototaxista que não estiver de acordo o regulamento.

Trânsito com mais segurança

Para garantir a mobilidade no trânsito e proporcionar maior segurança aos baianos e turistas que forem curtir as atrações do Festival da Virada 2019, a Transalvador montou uma operação de trânsito na região do antigo Aeroclube. Assim como no ano passado, não será realizada interdição do tráfego de veículos na região, e os esforços estarão concentrados na segurança dos pedestres e na mobilidade do trânsito na Avenida Octávio Mangabeira, tanto sentido Itapuã quanto Pituba.

Para garantir uma melhor fluidez no trânsito e adequada orientação para pedestres e condutores, serão instalados painéis de mensagem, faixas e banners nos dois sentidos da via principal, para orientação do público sobre a travessia de pedestres, embarque e desembarque, pontos de ônibus, táxi e mototáxi, e sobre locais onde é proibido parar e estacionar.
A partir das 14h, viaturas estarão posicionadas em locais estratégicos para iniciar o acompanhamento e ordenamento do trânsito na região. A operação será realizada de forma mais ostensiva a partir das 17h, horário previsto para o início do movimento de chegada do público para o início dos shows, marcado para 18h. A fiscalização será intensificada no entorno do evento, para evitar paradas e estacionamentos irregulares na Avenida Octávio Mangabeira. Haverá 13 pontos fixos de fiscalização. Além disso, serão implantadas quatro áreas para fiscalização em rondas, nos bairros do Stiep, Boca do Rio e Pituaçu.

Perímetro de segurança – Entre o Aeroclube e o Parque dos Ventos será criado um perímetro de segurança, que contará com a presença ostensiva de agentes da Transalvador. Parada e estacionamento de veículos estarão proibidos, exceto transporte público, que terá pontos específicos de parada devidamente identificados. Gradis de ferro serão instalados ao longo da via, a fim de direcionar o fluxo de pedestres para pontos específicos de travessia, próximos às entradas do festival, garantindo a segurança destes e evitando que atravessem de forma desordenada e interferindo na fluidez do trânsito. Monitores de tráfego também estarão presentes para auxiliar os agentes de trânsito na proibição de parada e estacionamento de veículos neste perímetro.
Estacionamento – Serão disponibilizadas aproximadamente 1.200 vagas de Zona Azul ao longo da Avenida Octávio Mangabeira, ao valor de R$20. O condutor poderá optar por adquirir as cartelas em papel com os guardadores ou utilizar os apps da Zona Azul Digital. Será possível estacionar na região do Jardim de Alah, nos bolsões de estacionamento em frente ao restaurante Cubanakan e do Hotel Alah Mar; Av. Octávio Mangabeira, sentido Itapuã, na faixa à direita entre o Jardim de Alah e o supermercado WallMart; nos bolsões em frente ao Parque de Pituaçu, sentido Pituba, e em frente às quadras na Boca do Rio, sentido Itapuã; e na Octávio Mangabeira, sentido Itapuã, a partir do cruzamento com a avenida Jorge Amado. Na área interna do antigo Aeroclube serão disponibilizadas 500 vagas.

A parada e o estacionamento de veículos estarão proibidos em ambos os sentidos da Avenida Octávio Mangabeira, nos trechos em frente ao Aeroclube e o Parque dos Ventos. Já o estacionamento estará proibido na Avenida Octávio Mangabeira, ambos os sentidos, a partir do restaurante Iemanjá até o cruzamento com a avenida Jorge Amado; nos dois sentidos da Avenida Simon Bolívar; na rua Carimbamba; na Avenida Yemanjá, sentido Pituba, em frente às edificações; e nos dois sentidos da Avenida Jorge Amado, entre a Rua da Amendoeira do Jardim Imperial e a orla.

Área de desembarque – O embarque e desembarque de passageiros de veículos particulares deverá ser realizado em locais específicos para isso, ambos na Avenida Octávio Mangabeira. No sentido Itapuã, haverá uma área reservada para isso nas imediações do restaurante Iemanjá. Já o sentido Pituba, o embarque e desembarque de passageiros deverá ser feito a partir do campo de futebol ao lado do colégio Imeja.

Guarda Civil Municipal presente

No Festival Virada Salvador 2019, a Guarda Civil Municipal (GCM) de Salvador irá contar com 550 agentes por dia. Os guardas atuarão com a proteção dos equipamentos públicos, ações de prevenção à violência, patrulhamento preventivo e apoio aos órgãos do município. Os servidores receberam diversas capacitações ao longo do ano, inclusive com preparação para grandes eventos, tendo como orientação uma atuação equilibrada e próxima ao cidadão.

Os agentes que atuarão nas patrulhas estarão devidamente identificados com coletes reflexivos e em posse de equipamentos de baixa letalidade, a exemplo das pistolas de condutividade elétricas, tonfas e capacetes. No que se refere às ações de prevenção à violência, a Guarda atuará com a distribuição de material informativo com dicas de segurança antes do Réveillon, realizando a distribuição em diversos pontos da cidade: estações de metrô, ônibus, porto, hotéis e pousadas, dentre outros. No evento, 60 guardas civis estarão incumbidos de realizar o trabalho de identificação de crianças e devolução de documentos e objetos encontrados no festival.

Unidades de saúde próximas

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) contará com mais de 100 profissionais envolvidos no Festival Virada Salvador 2019. Serão 20 leitos equipados com suporte avançado de vida e duas ambulâncias de prontidão para o transporte imediato de possíveis ocorrências com maior gravidade. O módulo assistencial – semelhante ao montado durante o Carnaval – instalado para o evento funcionará dos dias 28 a 31 de dezembro, das 18h às 6h do dia seguinte. Em 1º de janeiro de 2019, funcionará das 14h às 2h do dia seguinte.

As equipes serão compostas por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, além dos demais profissionais que atuarão no fluxo administrativo do módulo. Outros 14 postos de urgência e emergência 24 horas do município (entre UPAs e Pronto-Atendimentos) e o SAMU 192 funcionarão todos os dias, ininterruptamente, servindo de retaguarda para as ocorrências de maior complexidade.

O Pronto-Atendimento Alfredo Bureau, no Marback, terá equipes reforçadas para servir de referência nos casos que demandarem avaliação com especialistas e/ou exames complementares.

Proteção social

A Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) trabalhará durante o Festival Virada Salvador com equipes formadas por assistentes sociais, psicólogos, pedagogos, educadores sociais e pessoal de apoio para identificar e evitar situações de vulnerabilidade e risco social, como o trabalho infantil e a exploração sexual infanto-juvenil.

Com o objetivo de combater a violação de direitos de crianças e adolescentes durante o Réveillon, através de ações articuladas com o poder público e sociedade civil organizada, a atuação da pasta estará apoiada nos seguintes eixos: abordagem e cadastramentos das crianças e adolescentes e seus familiares identificados em situação de trabalho infantil; inclusão dessas famílias em programas e benefícios socioassistenciais; campanha de sensibilização da sociedade sobre as consequências do trabalho infantil e da exploração sexual de crianças e adolescentes; e colocação de pulseiras de identificação em crianças que estejam na companhia de pais ou responsáveis.
Com a campanha de combate ao trabalho infantil “Criança não é Mão de Obra”, a Semps disponibilizará uma estrutura de 33 profissionais distribuídos em três equipes por dia que atuarão no Festival Virada Salvador 2019 e adjacências. Outra equipe de 23 profissionais farão abordagens nos locais adjacentes ao evento realizando abordagem social à população em situação de rua e de vulnerabilidade e risco social.
Os familiares de crianças e adolescentes encontrados em situação de trabalho infantil, e que estejam dentro do perfil proposto pelos programas, serão incluídos no Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) e no Cadastro Único para Programas Sociais (Cadúnico). No caso de crianças e adolescentes de outros municípios, os cadastros serão encaminhados para a Secretaria Estadual de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, para garantir acompanhamento das famílias no processo de regionalização socioassistencial.

A pessoa que presenciar situações de violação de direitos poderá registrar sua denúncia, informando o local, para que uma equipe de abordagem possa tomar as devidas providências. Basta ligar para Disque 100.

Rede de acolhimento

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), vai implantar um espaço de convivência para crianças e adolescentes de 0 a 17 anos para o Festival Virada Salvador 2019. Uma alternativa muito bem-vinda, por exemplo, para vendedores ambulantes que possuem filhos e não têm onde deixá-los enquanto trabalharão no evento. A unidade de acolhimento estará disponível na Escola Municipal Luiza Mahin, situada na Avenida Simon Bolívar, Boca do Rio. O local prestará atendimento para até 100 crianças, entre os dias 27 de dezembro e 2 de janeiro de 2019.

A garotada terá direito a seis refeições diárias, brincadeiras e atividades lúdicas. A estrutura montada terá equipe composta por assistentes sociais, psicólogos, pedagogos e educadores sociais, além da equipe de coordenação da SPMJ. Quem quiser deixar a criança lá basta se dirigir à escola portando Certidão de Nascimento do menor, RG e comprovante de residência, além dos documentos do responsável legal.
A SPMJ também vai montar uma operação para atender e dar suporte às mulheres vítimas de violência durante o festival. Essa estrutura contará com o Centro de Atendimento à Mulher Soteropolitana Irmã Dulce (CAMSID) e o Centro de Referência Loreta Valadares, que oferecerão todo apoio e assistência necessária. 

Ordenamento e iluminação

A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) atuará em várias vertentes no Festival Virada Salvador 2019. No ordenamento e fiscalização do comércio de rua, serão 40 bases com 80 agentes. Serão 500 vagas para trabalho dos ambulantes disponibilizadas para o evento. Além disso, a Semop vai atuar no combate à poluição sonora com 22 agentes.

Outra área de atuação da Semop será na iluminação pública, com a instalação de 1.250 projetores e 1.350 luminárias. Serão 8,3km de iluminação complementar, e 160 profissionais envolvidos neste setor. Já a Salvamar, também subordinada à Semop, irá atuar com 3 bases elevadas no entorno do evento, na parte litoral, tendo 30 agentes e uma moto aquática à disposição para casos de emergência. 

Abaixo link para baixar a apresentação dos serviços, que contém mais informações além das contidas no release.

https://wetransfer.com/downloads/39fb05e04bb5ca0e0a43d71df4d06b6a20181211142544/7a728f5e946655b9f0e911f43f6321ee20181211142544/514a3c?utm_campaign=WT_email_tracking&utm_content=general&utm_medium=download_button&utm_source=notify_recipient_email

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os números demonstram o tamanho do Festival Virada Salvador e a importância que ele tem para a economia da cidade. O evento, que acontece entre 28 de dezembro e 1° de janeiro, na orla da Boca do Rio, já se consolidou como o segundo maior produto turístico da capital baiana, perdendo apenas para o Carnaval. Confira algumas das razões para isso.  

2 milhões de pessoas são aguardadas nos 5 dias de festa;  

R$500 milhões é o dinheiro que deve ser movimentado em Salvador por conta da festa, gerando emprego e renda;  

91% de ocupação é a expectativa do setor hoteleiro;  

* 430 mil turistas aguardados, um aumento de 7% em relação ao evento anterior;  

* 55 mil metros quadrados de área para o evento;  

70 horas de música, com 28 shows e mais de 300 artistas

500 ambulantes credenciados para trabalhar. 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Salvador alcançou o primeiro lugar na lista dos 20 destinos mais procurados por quem deseja viajar para curtir as festas de fim de ano, entre os dias 26 de dezembro e 4 de janeiro. O ranking apresentado foi divulgado pelo Voopter, aplicativo brasileiro de comparação de preço de passagens aéreas e promoções. A primeira capital do país ficou à frente de cidades como Recife (PE), Fortaleza (CE), Buenos Aires (Argentina) e Natal (RN). Além da conquista de Salvador, o relatório mostrou que o Nordeste concentra a maioria das buscas por viagens para o período de Réveillon.

Para a Secretaria de Cultura e Turismo (Secult), a conquista foi resultado de um trabalho gradativo realizado pela gestão municipal nos últimos cinco anos, com investimentos estruturais fundamentais que possibilitaram uma nova roupagem à cidade. Dentre as atividades desenvolvidas, a pasta destacou o fomento a eventos de gêneros variados como cultura e esporte e a reforma de diversos trechos de Orla, além da implantação de novos equipamentos, a exemplo de museus e vilas gastronômicas.

A cereja do bolo, no entanto, é a programação do Festival Virada Salvador 2019. A capital baiana deve receber 460.962 turistas entre os dias 28 de dezembro e 1º de janeiro, quando acontece, na Orla da Boca do Rio, o maior Réveillon do Brasil. A Secult prevê um acréscimo de visitantes de 7,2% em comparação ao evento do ano passado, quando a capital baiana recebeu 430 mil visitantes. Isso representa uma injeção de quase R$500 milhões na economia da cidade, beneficiando desde o ambulante ao empresário, gerando empregos diretos e indiretos.

Em relação à ocupação nos hotéis da cidade, o trade turístico estima um incremento de 11% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foi registrada uma taxa média 82%. Em relação ao dia da virada, o número de leitos ocupados deve chegar a 98%. O festival reunirá uma mistura de ritmos e artistas para todos os gostos com cinco dias de festa e cerca de 70 horas de música, se tornando o maior do país e garantindo aos visitantes entretenimento gratuito e de qualidade durante toda a estadia na cidade.

TOP 20 mais buscados para viagens de fim de ano:

1. Salvador (BA)

2. Recife (PE)

3. Fortaleza (CE)

4. Buenos Aires (Argentina)

5. Natal (RN)

6. Rio de Janeiro (RJ)

7. São Paulo (SP)

8. Florianópolis (SC)

9. Maceió (AL)

10. Porto Alegre (RS)

11. Porto Seguro (BA)

12. João Pessoa (PB)

13. Vitória (ES)

14. Santiago do Chile (Chile)

15. Miami (EUA)

16. Nova York (EUA)

17. Ilhéus (BA)

18. Brasília (DF)

19. Lisboa (Portugal)

20. Belém (PA)

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...