Saúde

0
0
0
s2sdefault

Demanda antiga da comunidade, a Unidade Básica de Saúde (UBS) Cajazeiras já passa a atender, a partir de segunda-feira (17), aos moradores de Jaguaripe I e adjacências, na região de Cajazeiras. A inauguração do novo posto foi realizada nesta sexta-feira (14) com as presenças do prefeito ACM Neto e do governador Rui Costa, acompanhados do secretário municipal da Saúde (SMS), Leo Prates, demais gestores, autoridades e população.

Construído pelo governo do Estado, o equipamento ficará sob a gestão da Prefeitura. O investimento municipal anual será superior a R$2 milhões para assegurar o funcionamento do serviço. Com esta, já chega a nove o número de unidades de atenção básica no Distrito Sanitário de Cajazeiras, o que possibilita um salto na cobertura de saúde na região de 21,4%, em 2012, para mais de 58% neste início de 2020.

“Aqui nesta região tivemos um avanço extraordinário. Isso significa um trabalho de prevenção, um trabalho mais próximo de onde está o cidadão, da sua residência. É um investimento que, no futuro, vai significar muito menos problemas na saúde pública de Salvador”, afirmou ACM Neto.

“Essa é uma unidade de saúde de grande porte que vai conseguir, através dessa entrega, a ampliação das equipes de saúde da família em Salvador. Ainda é muito distante do que a cidade precisa, mas demonstra o esforço que a Prefeitura está fazendo para conseguir assistir a população. Com isso, a gente faz o que é mais importante em saúde pública, que é a prevenção”, destacou o secretário Leo Prates.

Estrutura – A UBS Cajazeiras terá três equipes de Saúde da Família e outros três de Saúde Bucal. Os profissionais que atuarão na unidade são médicos generalistas, cirurgião-dentista, auxiliar de saúde bucal, enfermeiros e agentes comunitários de saúde, além do corpo administrativo. O espaço terá capacidade para atender cerca de 460 pessoas por dia.

Serão ofertados serviços de saúde com foco principal na atenção primária através dos programas de pré-natal, hipertensão, diabetes, controle da tuberculose, hanseníase e doença falciforme para crianças, adultos e idosos. Além disso serão disponibilizados serviços de curativo, coleta de material para exames laboratoriais, vacina, marcação de consultas e dispensa de medicamentos.

O serviço foi comemorado por residentes como o músico Jorge Andrade, 44 anos, morador há 35 deles da vizinha Fazenda Grande II. “Esta UBS aqui vai abranger a necessidade de um povo carente, no qual muitos não têm nem condições financeiras de pegar transporte. Vai facilitar bastante o atendimento básico de saúde aqui”, avaliou.

Moradora de Jaguaripe, a dona de casa Caroline Conceição, 32 anos, contou que vai deixar de percorrer longas distâncias para conseguir consultas pertinho de casa. “Tinha que ir até mesmo a Águas Claras e Valéria e, mesmo assim, às vezes não conseguia nem ser atendida. Agora, vou caminhar apenas 10min da minha casa para cá”, disse.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Salvador terá o Dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo neste sábado (15). No total, a Prefeitura vai disponibilizar 111 pontos de imunização (em anexo) entre os postos de saúde fixos da rede municipal e volantes em locais estratégicos como escolas, creches, igrejas, supermercados, dentre outros. O funcionamento será das 8h às 17h.           

O grupo prioritário para essa primeira etapa da campanha contempla crianças e jovens de 5 anos a 19 anos não vacinados ou com esquema incompleto do tríplice viral (que protege do vírus do sarampo, caxumba e rubéola), seguindo determinação do Ministério da Saúde. Na capital baiana, cerca de 612 mil pessoas estão nessa faixa etária.

“O objetivo é realmente alcançar quem nunca tomou a vacina ou está com esquema incompleto, já que ainda há indícios de surtos ativos em algumas regiões do país. A fácil transmissão da doença é preocupante, por isso, é fundamental garantir que a capital baiana tenha um bom número de pessoas vacinadas, sobretudo no período do Carnaval onde aumenta a circulação de pessoas de todo o mundo em nossa cidade”, pontuou a subcoordenadora de Doenças Imunopreveníveis da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Doiane Lemos.

Demais públicos – Apesar da nova etapa da campanha intensificar a imunização das pessoas de 5 a 19 anos, Doiane Lemos destacou que os demais grupos – indivíduos de 6 meses a 49 anos, sobretudo a população infantil, também poderão participar da ação. "Apesar da estratégia intensificar a imunização de uma determinada faixa etária, as doses estarão disponíveis para toda população eletiva durante o Dia D", complementa.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Algo tem chamado a atenção da fonoaudióloga Sheila Dias, do corpo profissional da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). Ela conta que tem sido comum atender jovens e adolescentes que estão perdendo a audição, geralmente em frequências altas e mais agudas, por conta do uso excessivo do fone de ouvido e da exposição ao alto volume.

Segundo ela, no senso comum, essa era uma realidade que estava muito atrelada a idosos ou a pessoas que trabalham em local com muito ruído sem o uso de equipamentos de proteção. No entanto, agora, pode ser notada facilmente entre adolescentes.

Para evitar complicações, a médica recomenda que o volume do dispositivo móvel seja o mais baixo possível e que o fone seja utilizado por um tempo curto. “Não existe um volume ideal, mas, quanto maior a exposição e o volume, maior será o risco de complicações”, afirma. Ela faz ainda outras duas recomendações, uma delas está direcionada ao cuidado na hora de dormir e a outra à higienização do dispositivo.

“O nosso ouvido funciona como um radar. Quando a gente está dormindo, ele não desliga. Tanto que, se algum barulho for feito por perto, nós acordamos. Então, se a gente dorme ouvindo algo por meio do fone, o nosso ouvido vai continuar trabalhando. Assim como o nosso corpo, a nossa audição também precisa de repouso, de momentos de silêncio”, diz.

“Outro fator é a falta de higienização, que pode causar inflamações e otites externas. Então, o ideal é evitar deixar o objeto em qualquer lugar (jogado na mochila ou em cima de móveis), procurar guardar o objeto em um estojo e esterilizar com álcool apropriado de vez em quando”, diz.

Alguns sinais de perda de audição são: começar a não entender muito a conversa, principalmente em local de barulho; pedir para as pessoas repetirem várias vezes a mesma palavra ou frase porque não estão ouvindo e aumentar o volume da televisão. Em caso de perda grande, as pessoas deixam inclusive de ouvir a buzina dos veículos.

Atendimento – Em caso de percepção da perda ou de inflamação é recomendável procurar um otorrinolaringologista para a avaliação. A SMS dispõe de otorrinolaringologistas nos quatro multicentros de Saúde do município (Carlos Gomes, Liberdade, Vale das Pedrinhas e Amaralina) e em clínicas conveniadas.

O paciente precisa passar primeiro por uma avaliação em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) para ser encaminhado. Para os casos de perda de audição, comumente o paciente realiza a audiometria com o auxílio de um fonoaudiólogo. O exame permite avaliar a capacidade do paciente para ouvir e interpretar sons.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Mais 220 novos médicos devem reforçar as equipes de saúde da Prefeitura de Salvador. A contratação de parte desses profissionais foi viabilizada na manhã desta segunda-feira (05), através da assinatura de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) com o Ministério Público da Bahia para convocação de 120 médicos generalistas.

Outros 100 profissionais aprovados pelo Reda serão convocados com o objetivo de recompor as equipes de atenção básica do município. De acordo com o secretário de Saúde, Leo Prates, os novos profissionais chegam para atender um dos principais anseios da população e fazem parte de um conjunto de esforços da pasta para garantir que as pessoas possam ser cuidadas com a atenção, agilidade e o respeito que merecem. Somente esse ano, a SMS já convocou 118 médicos para atuação da atenção primária.

“Desde que assumimos a pasta estamos fazendo tudo que é possível para melhorarmos os atendimentos e os serviços em saúde em Salvador. Esse é um compromisso assumido, e esses 220 novos profissionais certamente farão total diferença na vida de muitas pessoas que precisam de atenção e cuidados”, comemorou Leo Prates.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Em vez de seguir até os bairros vizinhos de Pau da Lima e Castelo Branco para ter atendimento médico, a dona de casa Carolaine Barreto, de 22 anos, só vai precisar andar apenas alguns metros para chegar até a Unidade de Saúde da Família (USF) Vila Nova de Pituaçu. Construída pela Prefeitura, a nova unidade foi entregue nesta sexta-feira (31), na Rua São Jorge de Vila Nova de Pituaçu, em São Marcos, em solenidade com as presenças do prefeito ACM Neto e do vice, Bruno Reis, além do secretário municipal da Saúde (SMS), Leo Prates, equipe técnica, autoridades e moradores.

“A gente tinha que acordar cedo para conseguir uma ficha de atendimento e, mesmo assim, era mais fácil conseguir em Castelo Branco do que em Pau da Lima, que é mais perto. Agora vai facilitar muito pra gente esse posto aqui, principalmente para ela, que precisa muito de médico nessa idade”, disse Carolaine, referindo-se à filha Maria Helena, de 7 meses, que estava no colo.

O prefeito lembrou que a Vila Nova de Pituaçu tinha uma grande demanda na área da saúde e o posto era aguardado ansiosamente pelos moradores. “Serão mais de 10 mil pessoas atendidas por esta USF, que terá também atendimento de primeiros socorros para pessoas em casos mais emergenciais e que necessitem de encaminhamento para UPAs (Unidades de Pronto-Atendimento) ou hospitais”.

Estrutura e avanços – A USF Vila Nova de Pituaçu vai ofertar serviços de atenção integral, desde o recém-nascido ao idoso, através do atendimento médico, enfermagem e odontológico. Além disso, vai dispor de serviços complementares como curativo, vacinação, visita domiciliar, marcação de consultas e exames, dispensação de medicamentos básicos e confecção do Cartão do SUS. A capacidade de atendimento é para 460 pessoas por dia, através da atuação de três equipes de Saúde da Família e outras três de Saúde Bucal.

ACM Neto ressaltou que a entrega da unidade de saúde é mais um esforço que a Prefeitura vem fazendo para ampliar a atenção básica. “Este ano vai ser o ano mais importante de toda a gestão na área da saúde. Salvador tem sido a capital que mais avança na área da atenção básica no país e esse tema continuará sendo uma prioridade absoluta na cidade”, completou.

O secretário Leo Prates destacou que a cobertura de atenção básica de saúde na capital baiana saltou de 18% para 50% em sete anos. Hoje, a cidade possui 311 equipes de saúde da família, colocando Salvador na 8ª posição dentre as demais capitais.

Além disso, a USF Vila Nova de Pituaçu é a primeira de Salvador a ter sala de vacina padrão ouro do Ministério da Saúde, seguindo rígidos protocolos para funcionamento. Com essa entrega, o Distrito Sanitário de Pau da Lima chega a mais de 50% da cobertura de atenção básica de saúde – em 2013, era de apenas 8%, considerada dentre todas as outras regiões.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Para a dona de casa Dayane Késia Braga, 26 anos, a chegada do segundo filho é tão aguardada quanto a do primeiro. A futura mamãe de Davi acompanhava atentamente os ensinamentos sobre a importância da amamentação, durante a palestra da nutricionista da Coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional (Cosan), Mariana Pontes.

Dayane e outras 20 gestantes participaram da ação realizada pelo Projeto Amamentar Sempre, promovida pela Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre). A atividade foi realizada nesta quinta-feira (30), no Centro de Referência da Assistência Social (Cras), em Plataforma.

Dentre os assuntos abordados estiveram o número de mamadas ao dia, prática sobre manejo da amamentação como a posição, pega e ordenha manual, informações nutricionais e alimentação da mãe. Além disso, foram esclarecidos os prejuízos relacionados ao uso de mamadeiras e chupetas e alguns mitos.

“Mesmo já tendo um filho, tinha algumas dúvidas sobre até quando o neném pode tomar só leite e, também, qual a melhor posição para amamentar. Foi ótimo, viu?! Agora vou esperar ele nascer para fazer tudo direitinho”, comentou a mamãe Dayane.

“É fundamental esclarecer as principais dúvidas sobre amamentação e, sobretudo, dar suporte às futuras mamães nessa fase tão linda e importante da vida”, disse a nutricionista da Cosan.

A secretária da Sempre, Ana Paula Matos, destacou a relevância do projeto. “Ao conscientizar e incentivar gestantes, puérperas, nutrizes e familiares sobre os benefícios do aleitamento, contribuímos para que possam alimentar com mais segurança, nutrindo seus bebês de forma adequada, da melhor forma possível, com o melhor alimento, que é o leite materno”, afirmou.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura pede à população que fique atenta e evite compartilhar notícias falsas sobre o coronavírus. Muitos boatos estão sendo espalhados nas redes sociais, desde tratamentos inadequados até a não realização do Carnaval deste ano. A recomendação é que a população procure os canais informativos oficiais e acompanhe as notícias pela imprensa. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) já monta uma estratégia de ação e ressalta que o momento é de tranquilidade.

Para garantir o monitoramento de possíveis casos suspeitos do coronavírus em Salvador, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), através da Diretoria de Vigilância, já emitiu um boletim epidemiológico para os estabelecimentos de saúde das redes pública e privada da capital, alertando principalmente sobre a importância da notificação imediata de pacientes que apresentarem os sintomas.

A medida faz parte de um rol de estratégias preventivas e de controle que será adotada pela pasta para evitar a circulação do vírus na cidade. “O primeiro passo deflagrado pela secretaria foi repassar as orientações sobre o agravo para todos os hospitais e demais estabelecimentos das redes pública e privada com recomendações de notificação imediata de indivíduos que se enquadrarem nos critérios de caso suspeito da doença, bem como, orientações sobre cuidados básicos a serem adotados em pacientes suspeitos”, destacou Luiza Côrtes, diretora de Vigilância à Saúde da pasta.

Ainda essa semana, uma reunião com representantes da SMS será realizada para definição do plano de ação para evitar a circulação do vírus. “Esse é um momento de tranquilizar a população. Estamos em contato direto com o Ministério da Saúde e a Secretária da Saúde do Estado para nos manter atualizados sobre a circulação do vírus no país. Nossos profissionais de epidemiologia também permanecem trabalhando para garantir o controle e os procedimentos de contingência que podem ser adotados na cidade. Vale destacar, que até o momento, só há um episódio suspeito sob investigação no Brasil e não há motivos para pânico”, destacou Leo Prates, titular da SMS.

O coronavírus é uma família de vírus que causa síndromes respiratórias, como resfriado e pneumonia. Versões mais graves causam patologias piores, como a temida Síndrome Respiratória Aguda Grave, responsável pela morte de mais de 600 pessoas na China e em Hong Kong entre 2002 e 2003. A versão de vírus que circula agora é uma espécie nova, desconhecida da comunidade médica até então.

Chineses - A Secretaria de Cultura e Turismo (Secult) estima que, em 2019, 0,2% dos turistas estrangeiros que vieram para Salvador eram chineses. Em números absolutos, a capital recebeu dois mil chineses durante todo o ano. Além disso, as pesquisas aplicadas com turistas durante os últimos dois carnavais não registraram a presença de visitantes oriundos do país oriental.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

É preciso adotar alguns cuidados importantes com a saúde para percorrer os oito quilômetros do cortejo da Lavagem do Bonfim, nesta quinta-feira (16). O sol forte durante as horas de caminhada pelo trajeto que vai da Igreja da Conceição da Praia, no Comércio, até a Colina Sagrada, no Bonfim, pode provocar transtornos. Para melhor assistir os fiéis, baianos e turistas, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde (SMS), montou uma operação para atendimento com um módulo assistencial que ficará ao lado da Colina Sagrada e funcionará das 7h às 21h, em caso de eventualidades.

Além disso, duas ambulâncias vão acompanhar todo o trajeto do cortejo. As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Barris, San Martín e 16º Centro ficarão na retaguarda para dar suporte. Dicas de como se preparar para essa maratona foram preparadas pelo coordenador de Urgência e Emergência da SMS, Ivan Paiva.

Atenção redobrada - Segundo Paiva, pessoas portadoras de doenças crônicas precisam redobrar os cuidados. “É necessário consultar o médico e pegar uma autorização antes de participar de trajetos como esse. É preciso saber se tem condição física para participar da festa”, assinala, lembrando da importância de fazer uso das medicações, caso seja aquele paciente que toma remédios diariamente.

Sol e proteção à pele – Com as altas temperaturas do Verão, o recomendado pelo médico é garantir a proteção da pele dos raios ultravioleta com uso do protetor solar, chapéus, bonés e óculos. Paiva lembra que é preciso reforçar a aplicação do bloqueador, caso a pessoa permaneça por muitas horas exposta ao sol.

Beba bastante água - A caminhada vai exigir dos fiéis e turistas muita hidratação, afinal, para percorrer os oito quilômetros da festa, é necessário estar bem preparado e beber bastante água ao longo do percurso.

Selecione o que comer -  Antes de seguir para a lavagem, é fundamental uma alimentação balanceada. De acordo com o coordenador, uma dica é o consumo de alimentos leves e ricos em água. É recomendado evitar produtos ricos em sódio e refeições mais pesadas.

Use sapatos confortáveis e roupas leves - Devido ao longo percurso e ao forte calor, os fiéis que forem subir a Colina Sagrada precisam usar roupas e calçados confortáveis.

Beba com moderação – Alguns cuidados devem ser tomados em relação ao uso de bebida alcoólicas. Se for beber, é fundamental usar uma quantidade moderada para evitar alguns transtornos. Caso for dirigir, o recomendado é não beber para garantir a segurança de todos.

SAMU no percurso - O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), órgão vinculado à Secretaria de Saúde (SMS), estará com um posto móvel no Largo do Bonfim. As pessoas que necessitarem de assistência médica durante o trajeto devem ligar para o 192 e especificar a localização e a situação. Ambulâncias estarão disponíveis

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Inaugurado em abril de 2018, o Hospital Municipal de Salvador (HMS) realizou 81.833 atendimentos no primeiro ano de funcionamento. Em 2019, esse número mais que dobrou, atingindo a marca de 192,5 mil acolhimentos. No total, até agora, mais de 277 mil cuidados foram proporcionados através do equipamento: uma média de 375 procedimentos por dia.

Os números consolidados demostram o crescimento do HMS e a importância da estrutura, localizada em Boca da Mata, região de Cajazeiras, para os moradores da capital baiana. Foram realizadas 7.049 cirurgias, 150.446 atendimentos de emergência e urgência, 16.994 internações e 180.193 exames de imagens.

Com 210 leitos disponíveis, a taxa de ocupação média do HMS subiu de 102% em 2018 para 115% em 2019. A média de paciente dia internado ascendeu de 143 para 240. No ano passado, foram concluídas 4.855 cirurgias; 561.471 exames de média e alta complexidade; média de 107 paciente/mês em atendimento domiciliar; e 5.174 exames de videoendoscopias. Em 2018, esses números foram de 2.032 cirurgias; 307.649 exames de média e alta complexidade; média de 62 pacientes/mês em atendimento domiciliar; e 1.626 videoendoscopias.

Investimentos - O secretário municipal de Saúde, Leo Prates, comemorou os números apresentados no relatório anual e atribuiu o crescimento do Hospital Municipal aos investimentos agregados ao longo do ano e às equipes de profissionais existentes.

“São números crescentes que nos dão a certeza de que estamos no caminho certo, trabalhando para oferecer o melhor para a população. Mostram que a capacidade de atendimentos está sendo ampliada e o equipamento de saúde vem se consolidando com um dos mais importantes e eficazes da Bahia e do Brasil. É um motivo de muito orgulho, pois sabemos quantas vidas puderam ser salvas e a quantidade de pessoas que já foram beneficiadas”, declara.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...