Cultura

0
0
0
s2sdefault

Com o tema “Encanto de Mulheres”, a terceira edição do projeto Arte no Paschoal acontece nesta sexta-feira (24), a partir das 20h, na Cruz do Paschoal, Rua Direita do Santo Antônio. Quem abrilhanta a noite é a cantora Matilde Charles, com carreira consolidada há mais de três décadas. A atração faz parte da programação de Verão do Pelourinho Dia e Noite, promovido pela Prefeitura por meio da Diretoria de Gestão do Centro Histórico (DGCH), vinculada à Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult).

A artista viveu na França por dez anos e desenvolveu parte da sua carreira lá. “O público pode esperar muita música, emoção e música popular brasileiras das antigas e novas. Além disso, também irei apresentar músicas francesas. Pretendo cantar canções que emocionem as pessoas. Esta vai ser uma edição tocante” diz a cantora. Por esta edição ser dedicada às mulheres, no repertório estarão presentes canções como “Ne Me Quite Pas”, “Água de Beber” e “Berimbau”, que foram popularmente conhecidas através de vozes femininas.

Projeto – A primeira edição ocorreu em 2018, com objetivo de promover shows intimistas de qualidade, com artistas baianos, no Centro Histórico de Salvador. Este ano, já se apresentaram no Arte no Paschoal as cantoras Sylvia Patrícia e Cláudia Cunha. Outras apresentações acontecem no dia 31, com Ana Paula Albuquerque, e no dia 7 de fevereiro, com atração a ser divulgada.

  

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Escritores interessados em participar da oficina “O Livro como Invenção”, ministrada pela escritora Elaine Ramos, devem se inscrever até quinta-feira (23), por meio do site incubadoragrafica. com. As aulas abordam temas relacionados ao design, produção gráfica e encadernação de livros, e serão realizadas nos dias 29, 30 e 31, das 19h às 21h, na RV Cultura e Arte, no Rio Vermelho. As atividades de orientação e qualificação profissional integram a segunda edição do projeto Incubadora de Publicações Gráficas, subsidiado pela Prefeitura, por meio do Edital Gregórios - Ano II, da Fundação Gregório de Mattos (FGM).  

O Incubadora de Publicações Gráficas é um espaço criado para acolher artistas e autores com projetos de livros de artista originais e inéditos. O objetivo é estimular a criação e desenvolvimento desses projetos oferecendo-os orientação, capacitação, financiamento, lançamento e distribuição. De acordo com Larissa Martina, editora e curadora do projeto, as oficinas são obrigatórias para as dez propostas individuais e de coletivos de escritores que foram selecionadas para participar do ciclo 2019/2020 do projeto. “Resolvemos abrir 20 vagas para a participação do público em geral”, diz, acrescentando que o objetivo dessa atividade é ajudar escritores no processo de criação e desenvolvimento de publicações.

Responsável pela oficina da próxima semana, a designer paulista, Elaine Ramos, co-organizadora da Linha do tempo do design gráfico no Brasil, explica que os participantes receberão noções sobre o design das publicações. “Falaremos da parte gráfica dos livros, como é fabricado, como montar o projeto, que linguagem precisa ter o livro. Trataremos da relação entre o conteúdo e projeto. Temos módulos que incluem a parte gráfica até a tipografia, passando por todo o processo de produção”, salienta. Nos dias 29 e 30, as aulas serão abertas ao público geral que fez a inscrição no site. No último dia, 31, o curso será apenas para os escritores selecionados pelo projeto.

Passo a passo -  
Os artistas escolhidos passaram pelo crivo de uma comissão formada por editores e curadores da RV Cultura e Arte. Foram levados em consideração critérios como criatividade, inovação e/ou singularidade; consonância com o objeto da chamada; clareza, consistência das informações e coerência na composição do projeto; capacidade do artista/autor ou do coletivo por ele representado para execução satisfatória do projeto e viabilidade orçamentária.

O financiamento engloba todo o processo de incubação, ou seja, a seleção de dez trabalhos, realização de quatro atividades de formação (aulas teóricas e oficinas práticas) para os autores dos projetos selecionados, produção dos livros em baixa tiragem e a exposição coletiva de lançamento. 

O primeiro módulo das atividades de formação foi realizado, em dezembro, com três aulas ministradas por Amir Brito Cadôr. Intitulados “Estrutura visual do livro de artista", os ensinamentos abordaram temas como a tipologia dos livros de artista, a narrativa nesse tipo de publicações e a relação texto e imagem. Após as aulas teóricas, oficinas práticas e uma defesa oral, os projetos de livro de artista serão financiados pela Incubadora e em junho será montado um lançamento coletivo, em formato de exposição, com os trabalhos finalizados.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Vencedor do Prêmio Braskem de Melhor Espetáculo Adulto (2017), “Rebola!” volta ao Teatro Gregório de Mattos (TGM), no Centro, para uma curta temporada nos dias 24 e 31 de janeiro e 7 e 14 de fevereiro, às 19h. Os ingressos estão à venda na bilheteria do teatro e custam R$15 (meia-entrada) e R$30 (inteira).

Realizado pelo Teatro da Queda, com direção de Thiago Romero e texto de Daniel Arcades, “Rebola!” é uma homenagem à criação e resistência de espaços de articulação para a comunidade LGBTQI. O espetáculo, que já havia realizado temporada no TGM em 2016, conta a história do fechamento do estabelecimento gay e de seu proprietário, Lobo. Inconformados, jovens atores transformistas bolam uma noite dançante e cheia de números cômicos, com muito rebolado, para convencer a Lobo de não fechar o bar.

“O espetáculo alerta para a necessidade de espaços de resistência, em que o público LGBTQI se sinta à vontade para se articular. Ele foi resultado de um processo vivido no Beco dos Artistas e nasce como um ato político a favor do amor, do respeito e da cidade”, resume o diretor do espetáculo, Thiago Romero. As apresentações integram as ações de lançamento de outro espetáculo do mesmo grupo, o musical NAU, que está em fase de seleção de elenco.

 

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

As ruas de paralelepípedo e o visual colorido das casas do histórico Pelourinho fazem parte do roteiro de soteropolitanos e turistas que aproveitam as férias para curtir o Centro Histórico de Salvador. E, nesse período de alta estação, a efervescência é aumentada com a programação do Pelourinho Dia e Noite, que segue até fevereiro com ações culturais semanais gratuitas. A iniciativa é promovida pela Prefeitura, por meio da Diretoria de Gestão do Centro Histórico (DGCH), vinculada à Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult).

Até o dia 31 de janeiro e no dia 10 de fevereiro, sempre de quarta a sábado, às 16h, os grupos Swing do Pelô, Tambores e Cores e Meninos da Rocinha se apresentam pelas ruas e praças do Pelourinho, dentro do República dos Ritmos. Os grupos Jota Zô, Samba da Vizinha e Samba de Verdade vão agitar os pandeiros com o Viradão do Samba, nos dias 23 e 30 deste mês e no dia 6 de fevereiro. As apresentações estão marcadas para as 19h30 na Praça da Sé, Terreiro de Jesus e Largo do Pelourinho.

Após ser palco de artistas como Sylvia Patrícia e Cláudia Cunha, o Santo Antônio Além do Carmo recebe a cantora Matilde Charles, dentro do projeto Arte do Pascoal, na sexta-feira (24), às 20h. A edição seguinte terá a cantora Ana Paula Albuquerque, no dia 31. Também haverá apresentação no dia 7 de fevereiro, com atração a ser divulgada.

Teatro – Para os amantes do espetáculo musical e teatral de rua, o “Circuito Jorge Amado” traz do teatro apresentações encenadas pelo Polo de Teatro Itinerante (Poti). Na encenação, o autor baiano Jorge Amado será representado por um personagem que surge para tentar dar ordem no esfuziante carnaval que a atração promove pelas ruas do Pelô. As próximas apresentações estão marcadas para esta sexta-feira (24) e dias 31 de janeiro e 7 e 14 de fevereiro, sempre às 19h, saindo do Largo do Pelourinho.

Instrumental – O concerto “Sinfonias de Pagode”, sob a regência do maestro Hugo Sanbone, vai animar o público com sua original música sinfônica o Cruzeiro do São Francisco no próximo sábado (25), às 17h, para o terceiro e último concerto de verão promovido pelo Pelourinho Dia e Noite. No repertório, composições autorais do maestro Sanbone que fazem parte do primeiro álbum da orquestra, intitulado "Sinfonias de Pagode".

Como convidadas especiais, chegam diretamente dos EUA a compositora, cantora, coreógrafa e dançarina Silvana Magda e a dançarina profissional francesa Constance Vellozzi. Já nesta quarta-feira (22) e nos dias 29 de janeiro e 5 de fevereiro, acontecem os ensaios da Orquestra Afrosinfônica (maestro Ubiratan Marques), na igreja de São Pedro dos Clérigos, no Terreiro de Jesus.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Uma arte de rua surgida nos Estados Unidos no final do século XX vai movimentar a região do Subúrbio Ferroviário a partir do sábado (18). É o Festival Hip Hop nas Quebradas do Subúrbio, apoiado pela Prefeitura por meio do edital Arte Todo Dia – Ano V, da Fundação Gregório de Mattos (FGM). O projeto terá como ponto de partida a Edição Verão Paripe, na Praça de São Tomé de Paripe, às 14h, com oficinas e shows de diversos mestres de cerimônias (MC’s).

A grande atração do festival fica por conta da Batalha de Rimas, que terá eliminatórias e até mesmo embates exclusivamente femininos. A premiação no valor de R$1 mil para o grande vencedor será no dia 27 de março, quando acontece a final na Praça São Braz, em Plataforma. Para participar da batalha basta fazer uma inscrição prévia no perfil do Instagram @ vempraruarapper e confirmar no dia do evento.

O produtor da iniciativa, Fabrício Cumming, ressalta a importância do apoio municipal ao evento. “Sem o aporte financeiro da FGM, o projeto não existiria. Você fazer cinco edições em cinco praças diferentes, com a montagem de um ringue para que as batalhas aconteçam, seria só vontade sem o edital, tem toda uma estrutura que o financiamento traz” afirma.

Próximas edições – A próxima atividade do Festival Hip Hop nas Quebradas do Subúrbio acontece no dia 25, com a Edição Das Minas, na Praça João Martins, em Paripe. Em seguida, no dia 8 de fevereiro, será realizada a Edição Skate Valéria, na Pista de Skate do Centro de Artes e Esportes Unificados de Valéria. No dia 13 de março, é a vez da Praça da Revolução receber a Edição Revolution Periperi. Por fim, no dia 27 de março acontece a grande final na Edição Champion Plataforma, na Praça São Braz. As atividades acontecem sempre às 14h.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Empresa Salvador Turismo (Saltur) lançou edital de chamamento público para credenciamento de bandas, grupos de dança, grupos de teatro, recital de poesia e artistas individuais que queiram participar de apresentações em eventos organizados e realizados pelas Prefeitura-Bairro. As inscrições podem ser feitas a partir desta sexta-feira (10) até o próximo dia 31. Os documentos necessários e o requerimento de inscrição devem ser consultados no site www. saltur. salvador. ba. gov. br.

“A ideia é promover, através das Prefeituras-Bairro, festivais de música, arte e cultura nas regionais de Salvador que valorizem ainda mais o trabalho dessas pessoas. Além disso, também vamos agregar essas atrações locais ao projeto Tô na Área, levando a diversidade cultural para as comunidades e garantindo lazer e entretenimento para a população”, explicou o secretário municipal de Articulação Comunitária, Luiz Galvão.

A entrega da documentação pode ser feita via Correios ou em uma das Prefeituras-Bairro no horário de 8h às 12h e das 13h às 17h. Para participar da seleção, é necessário ter, no mínimo, um ano de experiência comprovada em apresentações e ser maior de idade ou emancipado. "Com essa ação, vamos contribuir para revelar novos talentos, permitindo que esses artistas possam se desenvolver e progredir, ocupando um espaço cada vez maior dentro do contexto econômico da cidade", declarou o presidente da Saltur, Isaac Edington.

Avaliação - A avaliação e seleção das propostas deverão ser realizadas no período de 3 a 14 de fevereiro por uma Comissão Especial de Avaliação Técnica com cinco componentes, formada por especialistas e pessoas de conhecimento musical e da cultura soteropolitana. O resultado final com os credenciados será publicado no Diário Oficial do Município (DOM), no período de até uma semana após as datas de avaliação e seleção.

Não há quantidade pré-determinada de artistas que serão habilitados. O credenciamento tem validade de 12 meses a partir da data de publicação no DOM. Os artistas convocados poderão se apresentar em até três eventos diferentes e as apresentações são remuneradas com variação de acordo com a categoria do artista.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A sede da Fundação Gregório de Mattos (FGM), localizada no Quarteirão das Artes, na Barroquinha, recebe a partir do próximo dia 15 o projeto “Escuta! Nelson Rodrigues hoje”, que foi contemplado pelo edital Gregórios – Ano II. Até agosto deste ano, a ação promete ocupar diversos espaços da cidade através de montagens, leituras, oficinas formativas e exposição multimídia, com o objetivo de mobilizar novos espectadores da dramaturgia brasileira, em homenagem ao escritor, romancista, jornalista e teatrólogo carioca.

A abertura acontecerá a partir das 19h, no Café Nilda Spencer, com exposição que reunirá fotos, matérias jornalísticas, imagens em vídeo e entrevistas com artistas que participaram das montagens. Também haverá a estreia da peça “O Beijo no Asfalto”.

“A obra de Nelson Rodrigues foi escolhida por abordar questões que ainda desafiam a sociedade. São temas que estão diretamente ligados à realidade contemporânea no Brasil e no mundo”, afirma a diretora de produção, Larissa Peres. “Com o projeto, nós pretendemos ampliar o conhecimento das pessoas sobre a obra de Nelson Rodrigues e também recuperar a memória das peças dele na Bahia, principalmente em Salvador. Queremos envolver alunos e futuros profissionais da área nas obras que foram realizadas por ele”, complementa o diretor da iniciativa, Celso Jr.

Ao decorrer da temporada de espetáculos, será apresentada ainda a peça “A última virgem”, também dirigida por Celso Jr. Além disso, haverá leituras cênicas das obras “A falecida”, “Viúva, porém honesta” e o “Anti-Nelson Rodrigues”. Também serão realizados debates com estudiosos sobre os assuntos da atualidade, como feminismo, futebol e fake news.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O verão pode ser também um espaço de unir arte, cultura e debate sobre feminismo. É o que propõe a 2ª edição do Circuito CASAS Alternativas de Salvador, que integra cinco casas artísticas localizadas no Centro da cidade e traz uma intensa programação de oficinas, performances, rodas de conversas e palestras. Desenvolvido pelo Coletivo Ponto Art, o projeto foi contemplado pelo Edital Arte Todo Dia – Ano V, promovido pela Prefeitura por meio da Fundação Gregório de Mattos (FGM).

A iniciativa acontece de sexta a domingo (10 a 12), na Casa Rosada Barris, Casa Charriot, Casa Preta, PachaMãe LatinoAmerica e Casa d'A Outra. A programação completa está disponível no site www. coletivopontoart. com. br/ ii-circuito-casas.

A segunda edição do circuito visa fortalecer a produção artística de mulheres, criando uma rede de colaboração através do diálogo e da troca entre casas e realizadoras de diferentes linguagens artísticas, bem como práticas terapêuticas, ligadas ao autocuidado e autoconhecimento. O tema “Construções Feministas: discutindo estratégias de transformação cultural”, foca no fortalecimento da produção artística-cultural feita por mulheres.

“Por feminismo entendemos movimento de mulheres contra todas as formas de opressão, para garantir o direito de todos, igualdade de direitos e respeito às diferenças, para assim viver de forma menos opressora e mais saudável”, afirma a bailarina e coreógrafa Jack Elesbão, integrante do Coletivo PontoArt, um dos grupos idealizadores do projeto.

O Circuito CASAS quer contribuir para que as produções de mais mulheres sejam visíveis, assim como suas pautas. “Novas questões estão latentes: formação, acolhimento de mães, discutir jornada dupla de trabalho, ter espaços seguros para falar sobre inseguranças, empoderamentos, violências” acrescenta Nai Menezes, uma das coordenadoras do Coletivo PontoArt.

Artistas independentes – As casas alternativas são espaços vitais da cena cultural de Salvador, especialmente no Centro da Cidade. Elas reúnem artistas independentes que têm nesses espaços as condições de produzir arte e atividades culturais, além de criar novos cenários de produção e pensamento. Pautas como acolhimento e condições para que mães artistas e produtoras possam criar, empoderar-se e resistir fazem parte desses espaços que, através do afeto e da arte e cultura, reconfiguram as noções de feminino, de sororidade e de parceria com companheiros.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A alta estação que atrai moradores e turistas às ruas de Salvador vai agitar o coração cultural e histórico da capital baiana com diversas atividades gratuitas envolvendo muita música, teatro e até mesmo moda nos meses de janeiro a março. Promovida pela Prefeitura, a programação de Verão do Pelourinho Dia e Noite já começa nesta quarta-feira (8) com os jovens da República dos Ritmos, com variadas manifestações populares em desfiles itinerantes no Pelô. Os grupos Swing do Pelô, Tambores e Cores e Meninos da Rocinha vão se apresentar sempre de quarta a sábado, às 16h, até o próximo dia 31 de janeiro e no dia 10 de fevereiro.

Já na quinta-feira (9), Jota Zô, Samba da Vizinha e Samba de Verdade vão agitar os pandeiros com o Viradão do Samba. As rodas de samba serão realizadas na Praça da Sé, Terreiro de Jesus e Largo do Pelourinho, às 19h30 e, depois, se reúnem no Largo do Pelourinho para fechar o dia com chave de ouro. As demais edições acontecem nos dias 16, 23 e 30 deste mês e no dia 6 de fevereiro.

Na sexta-feira (10), começam as apresentações do Circuito Jorge Amado encenadas pelo Polo de Teatro Itinerante (Poti). Renovada, a proposta vai colocar em cena mais personagens dos livros do autor baiano, este também representado para tentar dar ordem no esfuziante carnaval que o espetáculo de teatro musical promove pelas ruas do Pelô. As apresentações também acontecerão nos dias 17, 24 e 31 de janeiro e dias 7 e 14 de fevereiro, sempre às 19h, saindo do Largo do Pelourinho.

Ainda no dia 10, às 20h, será aberta a série de shows do Arte no Paschoal, que promove apresentações intimistas às sextas-feiras com artistas baianos consagrados na Cruz do Paschoal, no Santo Antônio Além do Carmo. Nesta edição, que homenageia as mulheres, o primeiro show é de Sylvia Patrícia. Os próximos encontros são com Cláudia Cunha, no dia 17; Matilde Charles, no dia 24; e Ana Paula Albuquerque, no dia 31. Também haverá apresentação no dia 7 de fevereiro.

Orquestras – Já no dia 11 (sábado), às 17h, a música tocada pelos grupos do Polo de Orquestras do Pelourinho (Popelô), seja ela popular ou erudita, vai tornar ainda mais especial o Centro Histórico, em concertos a serem realizados no Cruzeiro do São Francisco e nos ensaios abertos no Largo do Pelourinho. Em cadeiras, o público poderá conferir a abertura dos concertos com a Orquestra São Salvador, do maestro Fred Dantas. No dia 18, a apresentação será da Orquestra de Câmara de Salvador, com o maestro Ângelo Rafael. Por fim, no dia 25, será a vez do Sanbone Pagode Orquestra, do maestro Hugo Sanbone.

Já os ensaios abertos serão realizados pela Afrosinfônica, do maestro Ubiratan Marques, a partir do dia 15, às 17h, na Igreja de São Pedro dos Clérigos, no Terreiro de Jesus. As outras apresentações acontecem nos dias 22 e 29 de janeiro e 5 de fevereiro.

Moda – Passado o furacão do Carnaval, o Pelourinho Dia e Noite estreia em março uma nova ação: o MUDE – Moda Urbana Descolada do Centro Histórico. A iniciativa pretende trazer à tona as propostas de moda dos designers, estilistas, costureiros e artesãos do Centro Histórico, que têm nas lojas e ateliês uma criativa variedade de produtos e estilo próprio.

Organização – A edição de verão do Pelourinho Dia e Noite envolve 370 artistas, 106 profissionais diretos e 580 indiretos, 476 postos de trabalho diretos, sete ações, 53 eventos e público estimado de 60 mil pessoas durante o projeto. O projeto integra o programa Salvador 360, eixo Centro Histórico, e é concebido e coordenado pela Diretoria de Gestão do Centro Histórico, vinculada à Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult). A programação completa estará disponível no site www. pelourinhodiaenoite. com. br.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...