Cultura

0
0
0
s2sdefault

A roda de conversa Patrimônio É... aborda, neste mês de abril, o tema “Centro Antigo: Turismo e Economia do Patrimônio”. Promovido pela Fundação Gregório de Mattos (FGM), o evento gratuito e aberto ao público acontece no próximo dia 17, às 18h, no Espaço Cultural da Barroquinha, no Centro.

Os participantes são a professora Márcia Sant’Anna, doutora em Arquitetura e Urbanismo, mestre em Conservação e Restauro e ex-membro do Iphan; Mário Vitor Bastos, coordenador do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Cidades Históricas na Superintendência do Iphan – Bahia; e José Iglesias Garcia, empresário e proprietário do restaurante Cuco Bistrô, no Pelourinho. A mediação do debate ficará a cargo de Eliana Pedroso, diretora de Gestão do Centro Histórico da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult).

Educação – Projeto do Salvador Memória Viva, o Patrimônio É... aborda a questão do patrimônio cultural em diálogo com a história, memória, arquitetura, espaço público, educação, gestão e economia da cultura. Além de manter uma pauta fixa mensal para o tema, promove a educação patrimonial e colabora no direcionamento das ações dos institutos de tombamento e registro, bem como das instâncias de salvaguarda.

A ação ainda instrumentaliza a política municipal para atuar na valorização da memória histórica da cidade. Ao todo, serão dez encontros em 2018, com emissão de certificado ao final para quem participar de, pelo menos, 70% das rodas de conversa.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura, por meio da Fundação Gregório de Mattos (FGM), publicou nesta quarta-feira (4) o Edital de Chamamento Público Viva Cultura 2018 para concessão de incentivos fiscais a projetos artísticos e culturais realizados em Salvador. Serão destinados recursos da ordem de R$5,7 milhões, em renúncia fiscal, para propostas no valor máximo de R$500 mil em todas as áreas culturais. As inscrições seguem até o dia 31 de outubro deste ano ou enquanto houver recursos disponíveis, por meio do site www.vivacultura.salvador.ba.gov.br, onde o edital completo pode ser consultado.

Podem ser contemplados projetos de diversas áreas, como Arquivos, Artesanato, Arte de rua, Artes visuais, Audiovisual, Bibliotecas, Circo, Cultura digital, Cultura popular, Culturas identitárias, Dança, Design, Espaços culturais, Festivais de artes e cultura, Fotografia, Gastronomia, Hip-hop, Literatura, Moda, Museus, Música, Patrimônio e Teatro.

Cada proponente pode inscrever até duas propostas, mas só poderá ser contemplado em uma delas. Somente serão habilitados projetos apresentados com antecedência de, pelo menos, 90 dias da data prevista para o início de sua pré-produção. Podem participar pessoas físicas maiores de 18 anos, residentes em Salvador há pelo menos dois anos e que desenvolvam atividades culturais por igual período, no mínimo; Microempreendedores Individuais (MEI) certificados para atividades do campo da Cultura; e instituições privadas com e sem fins lucrativos, de finalidade cultural e que tenham atuação há, no mínimo, dois anos.

Após habilitados, os projetos serão encaminhados para avaliação de pareceristas credenciados. Posteriormente passarão pelas fases de análise, validação dos pareceres e aprovação pela Comissão de Avaliação de Projetos Culturais.

Mecanismo – Na prática, após a transferência do recurso para o projeto cultural aprovado, o contribuinte incentivador pessoa física ou jurídica recebe o Certificado de Incentivo ao Desenvolvimento Cultural (CIDEC), correspondente a 80% do valor por ele concedido ao projeto, sendo que 20% devem ser de recursos próprios. O cálculo é válido para o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) e o Imposto Sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU).

Os recursos do programa Viva Cultura podem ser destinados à promoção de diversos tipos de ações, tais como pesquisa ou edição de obras, produção de atividades artístico-culturais, campanhas de difusão, preservação e utilização de bens culturais, concessão de prêmios de mérito cultural, dinamização de espaços, apoio a grupos artísticos, apoio a projetos plurianuais de instituições culturais, dentre outros.

Na análise e avaliação dos projetos, serão observados aspectos como interesse público, mérito técnico e conceitual, contribuição para o desenvolvimento das cadeias produtivas da cultura, viabilidade de execução e razoabilidade orçamentária, abrangência territorial, estímulo à diversidade, sustentabilidade e perspectiva de continuidade.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Os baianos e turistas que vão passar o feriado prolongado da Semana Santa em Salvador já podem reservar um espaço na agenda para curtir os dias de folga. No Parque da Cidade, no Itaigara, a programação começará mais cedo com o feriado da Páscoa, na sexta-feira (30). Para celebrar a data, a Paróquia Cristo Redentor, localizada no Rio Vermelho, realizará a Via Sacra, que é a reconstituição do caminho feito por Jesus até o local da crucificação, segundo a tradição cristã. O evento será aberto ao público, na Pista do Meio do Parque, às 6h.

Já no sábado e no domingo, a Alameda dos Ipês recebe o Coreto Hype. No primeiro dia da feirinha de economia criativa, além dos stands com produtos variados, desde moda até gastronomia, também terá atrações infantis e apresentações musicais. Às 10h, haverá contação de histórias; às 12h, o espaço musical promete agitar a criançada. Durante a tarde, a partir das 15h, tem shows da banda Restgate Blues, Mondaze e Diamba. No domingo (01), a música será com o grupo de reggae Almativa, às 14h.

Uma das opções é o Teatro Gregório de Mattos (TGM), no Centro, que será palco de peça teatral contando a história de um dos maiores nomes da literatura brasileira e que dá nome ao teatro e à instituição municipal. Na quinta-feira (29), será encenado gratuitamente o Espetáculo “Boca a Boca – Um Solo para Gregório”, às 19h.

A peça é uma narrativa radicalmente contemporânea, com recital de poesias do Boca de Brasa em formato de show de rock. Na ocasião, o ator Ricardo Bittencourt interpreta poemas e fala sobre a vida e a obra de Gregório de Mattos e, na sequência, bate um papo com o público como convidado das Quintas Gregorianas. A peça também será apresentada no sábado (31) e domingo (1º), com ingressos que custam R$20 (inteira) e R$10 (meia).

Já a Secretaria Municipal de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza (Semps) leva o Ruas de Lazer para três diferentes bairros da capital baiana no Domingo de Páscoa (1º). O projeto conta com atividades recreativas, esportivas, de entretenimento e lazer para toda a família.

As comunidades do Largo do Chicão, no final de linha do bairro Jardim Nova Esperança, e também do Candeal, na Praça Frei Hidelbrando Kruthanp, poderão participar do serviço gratuito, das 8h às 12​h. Durante a tarde, das 14h às 17h, os moradores da Rua Deraldo Dias de Morais, na Roça da Sabina, situada no bairro da Barra, também receberão o projeto com os jogos de tabuleiro, basquete, vôlei, futebol, cama elástica, totó, pintura de rosto e outras atividades.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Ação será realizada para aquecer o evento em que será divulgado o resultado da seleção para oficinas de qualificação do espaço

O resultado da seleção para as cinco oficinas de qualificação do Espaço Cultural Boca de Brasa - Subúrbio 360 será divulgado no próximo domingo (25), às 16h. Na ocasião, acontece ainda um bate-papo com a banda Adão Negro, que também fará um pocket show para os presentes. São oficinas para Formação para Agentes Culturais, Arte Urbana (Grafite); Audiovisual; Escrita Criativa e Teatro, para crianças, jovens e adultos, da comunidade suburbana e adjacências. Foram cerca de 300 pessoas inscritas, até o momento.

Serão oferecidas duas turmas com vinte alunos cada, de Teatro, Audiovisual e Artes Urbanas (Grafite), uma turma com 20 alunos de Escrita Criativa e uma com 40 alunos em Formação para Agentes Culturais, totalizando 180 vagas. As aulas acontecem de sexta a domingo, no Espaço Cultural Boca de Brasa - Subúrbio 360.

Boca de Brasa - Desde 2013, a Fundação Gregório de Mattos (FGM) desenvolve ações que visam a promoção e produção cultural pelos diversos pontos da cidade, no intuito de descentralizar as atividades em Salvador. Criado em 1986, o projeto Boca de Brasa visa fomentar a cultura na periferia, com foco na promoção da cidadania, por meio do incentivo às manifestações artísticas dos bairros da capital baiana.

Em 2013, a ação recebeu um novo formato, que contempla oficinas gratuitas de diferentes áreas artísticas, bem como formação de gestores. Até 2016, foram realizadas 21 edições, com público total de 42 mil pessoas, 120 oficinas realizadas e 2.300 agentes culturais atendidos em 20 bairros. Em 2017, a FGM lançou o edital Espaços Culturais Boca de Brasa, concedendo aporte financeiro a três propostas voltadas ao aprimoramento, dinamização e/ou ampliação das atividades artístico-culturais desenvolvidas em espaços culturais já existentes.

Em 2018, a Prefeitura entregou o primeiro Espaço Cultural Boca de Brasa, dentro do Subúrbio 360, promovendo oficinas para os alunos e comunidade local nos finais de semana, de sexta a domingo. A estrutura conta com um teatro equipado com som e luz, 400 lugares na plateia e camarins. O mesmo teatro vira auditório, quando necessário. Além disso, duas salas serão utilizadas para o desenvolvimento de atividades artísticas e culturais.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Dentro da programação do Festival da Cidade 2018, três exposições gratuitas em espaços administrados pela Prefeitura, por meio da Fundação Gregório de Mattos (FGM), vão fazer com que o público conheça um pouco mais sobre a história de Salvador e a relação da capital baiana com outras culturas. Uma delas retorna ao Espaço Cultural da Barroquinha, no Centro: a Orixás da Bahia.

Criadas pelo artista plástico Alecy Azevedo, com assessoria da ialorixá Mãe Menininha do Gantois, 16 estátuas em tamanho natural de divindades africanas, esculpidas em papel machê, foram dispostas no local. A ideia foi de Elyette Magalhães, então diretora do museu e conhecida por ser mulher de personalidade forte, ideias e visão além do tempo – como exemplo, usava turbantes em plena década de 1970, como maneira de reforçar a ligação com o candomblé. A visitação pode ser feita de quarta a domingo, das 14h às 19h.

Já na Casa do Benin, o público vai conferir a exposição AFÉTO, mostra fotográfica itinerante que vem percorrendo o país. As imagens chamam a atenção para as relações de afeto constituídas dentro dos terreiros de Candomblé, a partir do olhar do fotógrafo Roger Cipó, com curadoria de Marco Antonio Teobaldo.

Além disso, a Exposição Permanente reúne um acervo com objetos e obras de arte da região do Golfo do Benin, de onde partiram os negros que povoaram o Recôncavo, que pertencem, em sua maioria, à coleção do antropólogo e fotógrafo francês Pierre Verger. Localizada no Pelourinho, a Casa do Benin funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

A Biblioteca Edgard Santos, na Ribeira, segue em cartaz com a exposição A História de Pedra e Cal - Edificações de Salvador. Em comemoração ao mês de aniversário da cidade, foram selecionados destaques históricos e imagens da época da fundação e de edificações entre os séculos XIX e XX.

A mostra tem como a arquitetura e demonstra, através de fotos e textos, algumas edificações importantes da Rua Chile até a Ribeira. A intenção é despertar o interesse pela literatura histórica da cidade e, além de textos e fotos, estão expostos livros do acervo da própria biblioteca relacionados à evolução física da cidade. O espaço está aberto ao público de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Evento é lançado pelo prefeito ACM Neto e pelo arcebispo de Salvador, Dom Murilo Krieger

A história mais famosa do mundo – A Paixão de Cristo – será contada através de um espetáculo teatral desta sexta-feira (23) até domingo (25), na Praça Municipal, sempre a partir das 18h30 e com acesso gratuito. O anúncio foi feito no início da noite de hoje (22) pelo prefeito ACM Neto e pelo arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, em evento no Palácio Thomé de Souza.

"Eventos como esse trazem alegria e contentamento ao coração dos soteropolitanos. É ainda uma alternativa para os turistas que estão em Salvador. Além disso, nesse ano a Semana Santa coincidiu com as comemorações pelo aniversário de Salvador, quando a Prefeitura programou uma série de eventos em vários cantos da cidade, tanto na área cultural, através do Festival da Cidade, quanto nas entregas, ações e inaugurações que programamos até o início de abril", afirmou ACM Neto. 

A realização do espetáculo, que conta com o apoio da Prefeitura, é da Comunidade Católica Shalom, que há mais de 15 anos é responsável pela produção da Paixão de Cristo em Natal, no Rio Grande do Norte. "Não são profissionais do teatro. São pessoas que amam Jesus Cristo e que querem viver aqueles últimos dias de Jesus Cristo. Esse não é um evento para a igreja, e sim para toda a cidade. E faz um bem imenso para quem assiste", declarou Dom Murilo Krieger.  

A Paixão de Cristo é um espetáculo completo que envolve interpretação, dança e música. O roteiro, que vem sendo encenado desde 2005, foi adaptado para ser apresentado em Salvador. A trilha sonora utilizada foi produzida especialmente para o espetáculo e regravada com as vozes de artistas baianos para aproximar ainda mais a apresentação do público. Todo o roteiro foi construído usando como base o Evangelho de São João.

Um grande destaque da encenação é que todo o elenco é composto por atores baianos voluntários, dos personagens principais até os figurantes. Apenas o papel representado por Jesus será encenado por um ator de outro estado, o potiguar Wilian do Vale, que há 13 anos representa o filho de Deus no espetáculo. A equipe levou aproximadamente três meses de preparação e ensaios para produzir o espetáculo, que já passou por várias cidades do Nordeste, na capital baiana.

O espetáculo este ano terá o realismo intensificado através elementos que vão desde os figurinos até o drama de cada personagem. A maquiagem, o cenário e a iluminação são também importantes componentes que inserem o público nessa experiência milenar. Em alguns momentos, a sonoplastia dará lugar à música solada, acompanhadas ou não de coreografias e um corpo de baile. A encenação vai contar com mais de 100 artistas no palco e dezenas de profissionais envolvidos nos bastidores. 

Em todo Brasil, a encenação da Paixão de Cristo criou um roteiro forte de atração turística desse período. Em Salvador o espetáculo já vem sendo ofertado ao público de forma gratuita nos últimos anos, movimentando o turismo religioso da capital baiana. "Salvador tem uma força cultural muito forte e turística também por atrair as pessoas. É uma cidade cercada de igrejas e tem uma espiritualidade construída ao longo da sua história. Essa será uma experiência apaixonante", disse a produtora artística do espetáculo, Lidiane Assis. 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Conhecida por integrar a grade de eventos de grande porte em Salvador e fora do estado, a banda Duas Medidas terá mais uma festa para adicionar no currículo. Dessa vez, o grupo liderado pelo vocalista Lincoln Sena vai se apresentar, pela primeira vez, no Festival da Cidade. A programação é organizada pela Prefeitura, em comemoração aos 469 anos do aniversário da capital baiana.

O show acontece no próximo domingo (25), às 19h, no Campo da Pronaica, em Cajazeiras X. A banda promete levar a mistura de diversos ritmos, como reggaeton, funk e música eletrônica, para os moradores da região. "Estamos preparando um show especial para levar nossa melhor versão, com corpo de balé, efeitos, cena...”, promete Sena.

O repertório da banda para o Festival da Cidade será eclético e vai unir sucessos autorais recentes, como “Paredão das Amigas” (que já ultrapassa os 8,5 milhões de visualizações no Youtube), “Câmera Lenta”, “Encostar Bem Gostosinho”, “Crazy Loka”, “Rabetão no Paredão” e “Glicose”, além de hits nacionais e internacionais.

Depois de embalar os foliões no Carnaval, cumprindo maratona de 13 shows em seis dias, entre trios, camarotes e palcos, um deles inclusive em Cajazeiras, Lincoln revela ter uma afinidade especial com o público e fãs da localidade. “Tivemos a sorte de tocar em Cajazeiras há alguns anos. Além de termos amigos lá, criamos uma relação de carinho com o público do bairro", diz o vocalista.

Debutante no Festival da Cidade, Sena conta que espera ser convidado para as próximas edições e comemora o desenvolvimento social e urbano do município. "É a primeira vez que me apresento neste evento e espero que seja a primeira de muitas. Queremos estar celebrando sempre o aniversário da nossa casa. Que a nossa cidade continue crescendo e tendo esse resgate da autoestima, que temos percebido nos últimos anos", conclui.

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A programação do Festival da Cidade será aberta com foco na vida e obra do chamado “Boca do Inferno”, no Teatro Gregório de Mattos (TGM), no Centro. Administrado pela Fundação Gregório de Mattos (FGM), o espaço é palco de exposição e peças teatrais contando a história de um dos maiores nomes da literatura brasileira e que dá nome ao teatro e à instituição municipal.

O público pode conferir, até o próximo dia 29, a exposição interativa “Gregórios”, composta pela vasta obra creditada ao autor. Ambientada num circuito dinâmico e criativo, com diversas texturas, a mostra propõe criar uma atmosfera da Salvador do século XVI sob a ótica do poeta. Através da iluminação, dos sons, de imagens e objetos, a intenção é transportar os visitantes àqueles tempos em que a capital da Bahia já se fazia majestosa e a mais importante cidade das Américas.

Como parte integrante da exposição, foi destinado um espaço para retratar a trajetória da FGM, criada em 1986 e que, ao longo de três décadas, foi uma instituição importante para alavancar ações e projetos culturais em Salvador. A exposição é gratuita e pode ser conferida de quarta a domingo, das 14h às 19h.

Mostra – De sexta a domingo (23 a 25), às 19h, o TGM traz a Mostra Gregório em Cena – o Boca do Inferno. Com texto de Adailton Medeiros, o espetáculo é encenado pelos atores cariocas Licurgo, Gilson de Barros, Andréa Mattar.

A peça retrata o período entre 1683 e 1694, desde o retorno do poeta à Bahia – aos 47 anos, depois de 33 anos vividos em Portugal – até a deportação para Angola. Retrata ainda o conflito de um homem em decadência como fidalgo e ascensão como poeta, desafiando a tudo e a todos, com a língua ferina e as sátiras poéticas certeiras, que lhe renderam o apelido de “Boca do Inferno”. Os ingressos custam R$30 (inteira) e R$15 (meia).

Solo – Na quinta-feira (29), às 19h, o TGM traz de volta gratuitamente o Espetáculo Boca a Boca – Um Solo para Gregório. É uma narrativa radicalmente contemporânea, com recital de poesias do Boca de Brasa em formato de show de rock. Na ocasião, o ator Ricardo Bittencourt interpreta poemas e fala sobre a vida e a obra de Gregório de Mattos e, na sequência, bate um papo com o público como convidado das Quintas Gregorianas.

A peça também será apresentada no sábado (31/3) e domingo (1°/4), com preços populares. Os ingressos custam R$20 (inteira) e R$10 (meia).

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Recém-iniciados através de iniciativa da Prefeitura, os espaços Boca de Brasa também estão presentes no Festival da Cidade com atividades gratuitas para a população. No Espaço Cultural Boca de Brasa – Subúrbio 360, em Coutos, pode ser visitada a exposição “Memórias Afetivas do Subúrbio Ferroviário de Salvador”, com curadoria do Acervo da Laje.

O objetivo da mostra é fortalecer a relação afetiva com a arte produzida na região, através de registros, memórias e artefatos característicos da comunidade local. A exposição está aberta de sexta a domingo, até o próximo dia 29, das 9h às 17h. No próximo domingo (25), o Espaço promove ainda o Domingão Boca de Brasa, com apresentações de espetáculos de teatro, dança e música, que envolvem a comunidade do Subúrbio.

Cajazeiras – Neste sábado (24), às 8h, acontece a Oficina de Poesia Aplicada à Composição Musical, no Espaço Cultural Boca de Brasa – Juventude Ativista de Cajazeiras, em Cajazeiras V. Promovida pelo professor Rilton Júnior, a atividade aborda noções de estilos, poesias e composição.

Já nos dias 26 e 28, às 14h, acontece a Oficina de Experimentação Musical, com o professor Nairo Elo. Na ocaisão, será promovida vivência com noções de canto, sons, ritmos e instrumentos. As inscrições podem ser feitas no local.

Bairro da Paz – O Espaço Cultural Boca de Brasa – Avançar, no Bairro da Paz, promove no domingo (25) o Festival de Dança, Música e Poesia, momento em que a comunidade poderá prestigiar os artistas locais. O evento reúne arte, dança, música, poesia, artesanato e teatro, e os três primeiros colocados de cada categoria recebem prêmios. Nesse dia também será intensificado o mapeamento dos artistas da comunidade. Já nos dias 26 e 28, às 18h30, o Espaço promove Oficina de Teatro com o professor Luiz Bandeira, que trabalhará noções de teatro e história da arte cênica. 

No dia 27, às 14h, será realizada a Oficina de Hip Hop (breakdance) com o professor Passos. Os participantes terão noções de dança de rua (história e contextualização), noções de espacialidade, cidadania, valores e dignidade humana. Às 18h30, acontece a Oficina de Dança Afro, ministrada pelo professor Robson Correia que abordará noções de dança, relação com o corpo pessoal e do outro.

No dia 28, acontece a oficina de Introdução à Comunicação, às 14h, com o professor Gelton Cruz apresentando os tipos de comunicação, escrita de textos para jornais e periódicos, comunicação virtual, fotografia e vídeo. Os interessados nas oficinas podem fazer as inscrições no local.

Aniversário da cidade – Promovido pela Prefeitura por meio da Empresa Salvador Turismo (Saltur) e parceria da Fundação Gregório de Mattos (FGM), o Festival da Cidade 2018 comemora os 469 anos da capital baiana, a serem completados no dia 29 deste mês. Com patrocínio da Caixa, Salvador Shopping e Salvador Norte Shopping, a programação cultural reúne shows, espetáculos, oficinas, exposições e atividades esportivas, dentre outras atrações. A programação completa pode ser conferida no site www.festivaldacidade.salvador.ba.gov.br.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...