Geral

0
0
0
s2sdefault

A revista britânica Wallpaper Magazine divulgou, no início deste mês, uma lista dos melhores hotéis do mundo. O Fera Palace Hotel, localizado no Centro Histórico de Salvador, apareceu como o melhor da América Latina, que só tem mais um estabelecimento reconhecido na região, o W Panamá, em Panamá. 

A Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria Municipal de Cultural e Turismo (Secult), reconhece o desempenho de excelência do hotel, que está entre os dez primeiros bem avaliados no Programa de Otimização de Performance (POP) do Executivo Municipal. 

Esta ferramenta monitora a reputação da rede hoteleira a partir da análise de turistas sobre a experiência em Salvador. O programa monitora 57 hotéis e os 37 principais atrativos turísticos da capital baiana, através de comentários dos visitantes em mais de 175 sites e agências online de turismo de 145 países, e em 45 idiomas. 

As avaliações dos usuários são contabilizadas através de informações contidas nas resenhas, por meio de um algoritmo que gera o índice Global Review Index (GRI), responsável por medir e classificar a reputação dos itens avaliados no destino Salvador, garantindo, assim, uma visão detalhada a respeito da percepção do visitante sobre a experiência turística. 

Entre os comentários positivos do Fera Palace estão a qualidade da restauração do prédio, as acomodações, a localização e a comida fornecida no estabelecimento. 

“O POP nos permite avaliar e estimular o desempenho de excelência de uma atividade iminentemente privada, que é a rede hoteleira, mas que tem ligação direta com a imagem que os turistas levam da nossa cidade. Por isso mesmo, a Prefeitura investiu cerca de R$ 500 mil para implantação do POP, tornando Salvador a primeira cidade a possuir uma ferramenta deste nível para impulsionar ainda mais o turismo, que é uma atividade importantíssima para nossa cidade”, avalia Claudio Tinoco, gestor da Secult. 

Investimento no turismo - Além da implantação do POP, a Prefeitura tem investido em ações para requalificar pontos turísticos e ampliar a promoção da cidade. Entre as atividades desenvolvidas pela Secult, estão o lançamento do site oficial da cidade; o trabalho desenvolvido nas redes sociais por meio do perfil @visitsalvadordabahia; a capacitação de cerca de 4 mil agentes e operadores de viagens nos principais mercados emissores nacionais e internacionais. 

O início das obras do Centro de Convenções de Salvador e a operação de equipamentos turísticos como a Casa do Carnaval, a Casa do Rio Vermelho, e os Fortes Santa Maria e São Diogo também são algumas das ações promovidas. 

Salvador em números - Entre janeiro e agosto deste ano, fluxo de turistas na capital baiana apresentou crescimento de 9,4% em relação ao mesmo período do ano passado. Durante os primeiros oito meses de 2017, cerca de 5,6 milhões de visitantes passaram pela cidade, enquanto que, neste ano, foram 6,3 milhões. 

A Secult aponta que o período da alta estação, entre dezembro deste ano e fevereiro de 2019, haverá um crescimento de 11% no fluxo turístico da cidade, em relação ao ano anterior. Salvador deve receber cerca de 2,6 milhões de visitantes, enquanto que anteriormente recebeu aproximadamente 2,3 milhões.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

No primeiro dia de funcionamento da Zona Azul Digital, a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) registrou 8.352 usuários cadastrados na plataforma. O gestor de TI José Roberto Dantas, de 52 anos, já adotou a novidade para o celular e pretende testar ainda esta semana. “Tudo que vem para inovar é bom. Com o avanço da tecnologia muitos serviços que eram feitos manualmente passaram para o digital e isso tem facilitado muito a vida das pessoas”, opinou.

O trabalhador autônomo Emerson dos Anjos, de 31 anos, que estacionou em uma vaga da Zona Azul, da Avenida da França, no Comércio, na manhã desta segunda-feira, disse esperar que a Zona Azul Digital acabe com problemas como as limitações de pagamento. “Já houve momentos em que eu saí para sacar dinheiro, não tinha trocado em mãos e não sabia o que fazer para estacionar. Com o aplicativo, eu vou poder pagar no cartão de crédito ou antecipar com o boleto. Ajuda muito”, afirmou.

Passo a passo – Estacionar pela Zona Azul Digital é fácil. O primeiro passo é baixar um dos três aplicativos das empresas credenciadas, disponíveis na Play Store e na Apple Store: Estacionamento Digital, Zul Salvador ou FAZ – Zona Azul Digital Salvador. Após baixar o aplicativo, é preciso realizar um cadastro, informando dados como nome, e-mail e CPF.

Em seguida, é só comprar o crédito de sua escolha (a partir de R$ 3), por meio de cartão de crédito, débito ou boleto bancário. O último passo é ativar a cartela, a partir da localização da vaga por GPS ou selecionando um logradouro para a cobrança. O valor da vaga (de longa, média ou curta duração) é identificado e descontado do saldo do condutor.

Benefícios – Um dos benefícios da ferramenta é a tolerância de 15 minutos ao estacionar na vaga de Zona Azul. O usuário poderá, via aplicativo, cancelar a compra e obter os créditos de volta. Vale lembrar que, se no período de 2 horas após o cancelamento o cidadão desejar estacionar no mesmo logradouro, ele não terá mais os 15 minutos de tolerância.

Outra facilidade do sistema é a dispensa da procura por guardadores que comercializam a cartela de estacionamento. Nesse período inicial de 12 meses, o condutor poderá escolher entre utilizar as cartelas de papel, que serão oferecidas pelos guardadores, ou utilizar o serviço pelos aplicativos credenciados.

Fiscalização – Os agentes de trânsito vão fiscalizar o estacionamento Zona Azul via smartphone, consultando a placa por meio do talonário eletrônico. Basta, para isso, digitar a placa e fazer uma simples verificação on-line.

Vagas e tarifas – Salvador conta, atualmente, com 11.192 vagas de Zona Azul na cidade, distribuídas em 287 locais. A previsão é implementar mais 900 vagas até o fim de 2018. Os preços cobrados pelo estacionamento em Zona Azul são R$3 para 2 horas, R$6 para 6 horas e R$9 para 12 horas. Em eventos, a cobrança varia entre R$10 e R$20, conforme sinalização.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Uma parceria entre a Guarda Civil Municipal (GCM) e a Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) oferecerá, gratuitamente, um curso de Defesa Pessoal para cidadãs que passam ou não por situações de violência. As aulas acontecerão no Centro de Referência de Atenção à Mulher Loreta Valadares (CRAMLV), nos Barris, e no Centro de Atendimento à Mulher Soteropolitana Irmã Dulce (Camsid), na Ribeira.

Segundo a coordenadora dos Centros de Referência e Casas de Acolhimento da SMPJ, Maria Auxiliadora Alves, a capacitação não visa estimular combate corpo a corpo com um agressor, seja dentro de casa ou na rua, e nem incentivar mulheres a entrarem em confronto, “mas que elas aprendam a usar técnicas para poderem se desvencilhar de uma investida, para buscar ajuda ou pedir socorro", explica. As atividades acontecerão na unidade dos Barris nesta sexta-feira (19), 22, 24 e 26, sempre das 14h às 16h. Já no Camsid, as aulas ocorrerão dias 26, 29, 31 e 5 de novembro, no mesmo horário.

Para participar do curso de Defesa Pessoal, as interessadas podem entrar em contato com o Centro de Referência de Atenção à Mulher Loreta Valadares pelo telefone 3235-4268; e com o Centro de Atendimento à Mulher Soteropolitana Irmã Dulce (Camsid) pelo 3611-6581. As vagas são limitadas, conforme à lotação dos espaços.

Ainda de acordo com Auxiliadora, qualquer ação que proteja um indivíduo de uma situação de violência pode ser considerada um ato de autodefesa. Por isso, a prática de defesa pessoal também trabalha a autoconfiança do praticante, melhorando a coordenação motora, condicionamento físico, força, velocidade, agilidade, equilíbrio, visão periférica, velocidade de reação e todos os outros aspectos corporais importantes. “Realizamos esse curso nos últimos anos e elas gostaram demais. Trata-se de uma oportunidade para trabalhar com corpo e autoestima”, acrescenta.

Atendimentos - Juntos, o CRAMLV e o Camsid realizaram 3 mil atendimentos entre os meses de janeiro e setembro deste ano, para vítimas de violência doméstica, familiar, mães de crianças com idades entre 0 e 12 anos e egressas do tráfico de mulheres. Os casos mais frequentes de violência registrados pelos centros de referência e acolhimento são de ordem psicológica, moral, física, patrimonial e sexual.

Enquanto o Loreta Valadares se encarrega do atendimento primário às vítimas, o Camsid agrega as funções de centro de referência e uma casa de acolhimento de curta duração. Nele, há suporte jurídico e psicossocial, atividades de empreendedorismo, dança, informática, grupo terapêutico, defesa pessoal, oficinas produtivas, ginástica e atendimento de enfermagem.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

Acompanhado do secretário municipal de Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco, e do presidente da Saltur, Isaac Edington, o prefeito ACM Neto cumpre agenda em São Paulo nesta quarta (17) e quinta (18) visando atrair mais recursos para a cidade através do turismo. A meta principal da viagem é apresentar o projeto do novo Centro de Convenções de Salvador para investidores paulistas, em evento agendado para esta quinta, às 8h30, no Hotel Tivoli Mofarrej, que fica na Alameda Santos. Em novembro, a Prefeitura pretender lançar o modelo de concessão do equipamento.

O objetivo da Prefeitura é atrair grandes investidores com experiência na gestão de equipamentos similares para o projeto que pretende devolver à capital baiana congressos e eventos de turismo, sobretudo de negócios, já a partir de 2019. As obras de construção do novo Centro de Convenções de Salvador já foram iniciadas.

"A iniciativa é importante para conquistarmos o interesse de grandes empresas privadas e obtermos as contribuições para o aperfeiçoamento da modelagem e respectiva viabilidade econômica e financeira para concessão do Centro de Convenções", explica o secretário de Cultura e Turismo de Salvador, Cláudio Tinoco.

Com obras iniciadas em setembro, o novo Centro de Convenções de Salvador vai suprir a demanda de grandes eventos de turismo de negócios na cidade, carente de estrutura compatível desde o fechamento do antigo equipamento pelo governo do estado, em setembro de 2016. As intervenções contam com investimento no valor de R$ 105,2 milhões, executadas pelo Consórcio CCS. O prazo para a entrega é de 12 meses.

Virada - Nesta quarta, ACM Neto lança a programação do Festival Virada Salvador para o trade, imprensa e influenciadores paulistas, em evento a ser realizado na Avenida Rebouças. A estratégia da Prefeitura, que já vem acontecendo nos anos anteriores, é permitir que as operadoras e agências de turismo do sul e sudeste do país possam preparar com antecedência pacotes para turistas que desejarem aproveitar a festa de virada de ano na capital baiana, que dura cinco dias.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

No dia em que se inicia a Semana Nacional de Redução de Desastres, a Prefeitura começa a dar mais tranquilidade aos moradores da Rua I, na 5ª Etapa do bairro de Castelo Branco, com as obras de aplicação da geomanta em uma área de encosta de 1,2 mil m². A ordem de serviço foi assinada no local pelo vice-prefeito Bruno Reis, na manhã desta segunda-feira (15), acompanhado do diretor-geral da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Sosthenes Macedo, demais autoridades e população. 

Com investimento de R$188 mil, a intervenção vai beneficiar diretamente a 60 famílias. “Não há sensação melhor do que vir a uma comunidade como esta e iniciar ou entregar uma obra que vai mudar a vida dessas pessoas. Aqui em Castelo Branco, daqui a dois meses, essa geomanta vai fazer com que os moradores finalmente vivam em paz, depois de 25 anos de espera”, afirmou o vice-prefeito. 

É o caso de Amanda da Anunciação, de 78 anos e há 32 deles moradora da Rua I, que relembrou a situação difícil pela qual passou durante o temporal que caiu em Salvador, em 2015. “A terra desceu e invadiu aqui em casa. Tivemos que tirar muito barro e bananeiras daqui do fundo. Foi uma dificuldade muito grande. Agora, estou mais tranquila, graças a Deus”, afirmou, ao ver os trabalhadores em ação. 

A vizinha Josenita Estrela, residente no bairro há mais de duas décadas, também era outra bastante animada e aliviada com a geomanta. “A situação dessa encosta nos deixava assustados toda vez que chovia. Este é um momento de muita emoção pra gente, pois finalmente essa ação está sendo realizada. Agora, só temos a agradecer”, afirmou.

Balanço – De acordo com o diretor-geral da Codesal, as obras devem ser concluídas em até dois meses. Com a Rua I, segundo Macedo, já são 115 áreas de risco protegidas por geomantas em vários pontos da cidade. No total, são 77 mil m² de área que receberam a técnica inovadora no país de proteção de encostas, adotada pela administração municipal desde 2015. 

Com duração média de cinco anos – bem superior ao da lona comum, que é de três meses – a geomanta formada por um composto de PVC e geotêxtil, com cobertura de argamassa jateada. A estrutura impermeabiliza o talude e erosões superficiais, absorção de águas da chuva e possível risco de deslizamento do terreno. 

Avanços no bairro – Desde 2013, Castelo Branco passou a ter mais qualidade de vida, com as ações promovidas pela Prefeitura no bairro. Dentre elas estão a entrega da Unidade de Saúde da Família (USF) Vale do Cambonas; da reconstrução do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Unidos de Castelo Branco; da modernização do sistema de iluminação em LED; da inauguração da Praça da 3ª Etapa e do início das obras de reforma de casas em situação precária – esta última através do programa Morar Melhor.

  

 

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura encerrou, nesta quinta-feira (11), a Operação Brinquedo Seguro em diversas lojas de brinquedos dos principais shoppings e do grande comércio popular de Salvador. A ação foi realizada pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), por meio da Diretoria de Ações de Proteção de Defesa do Consumidor (Codecon), e fez parte da segunda etapa da Operação Criança Segura.

No total, 63 estabelecimentos foram vistoriados, sendo que três estavam irregulares e por isso foram autuados pela ausência do selo obrigatório do Inmetro. Além disso, 151 brinquedos como espada plástica, bonecas, revólveres, cavalinhos e bolas sonoras foram apreendidos por estarem sem a certificação de segurança ou com embalagem sem tradução para a língua portuguesa.

As vistorias ocorreram em lojas do Centro, da Liberdade e de Cajazeiras e nos shoppings Bela Vista, da Bahia, Piedade, Barra e Salvador. Durante a fiscalização, foram verificados se os brinquedos apresentavam as informações em português com as instruções, recomendações de riscos e cuidados, além da faixa etária e a presença do selo do Inmetro, conforme a legislação.

“Desde a última semana, demos uma atenção especial às áreas que envolvem o público infantil, finalizando com lojas de brinquedos, uma vez que há um crescimento nas vendas neste período que antecede o Dia das Crianças. O objetivo é garantir que as lojas vendam produtos regulares, que não coloquem a vida da criança em risco”, destaca o secretário da Semop, Marcus Passos.

Cantina Segura – Como primeira parte da operação Criança Segura, realizada na semana passada, os fiscais da Codecon vistoriaram 35 cantinas de escolas. Foram observados itens como as condições dos produtos comercializados, como data de validade e acondicionamento, bem como tabela de preço e exposição do exemplar do Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Os fiscais autuaram uma escola por uso de produto com data de validade vencida, por oferecer ameaça real para o consumo. Outras 25 notificações foram emitidas em outras instituições de ensino, sendo uma por ausência de informação de preço, três por ausência de exemplar do CDC, 14 por ausência de informação de validade, quatro por lixeira inadequada, duas por prazo de validade vencido e uma por higiene inadequada. Os estabelecimentos autuados terão um prazo de 10 dias para apresentar a defesa.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A partir desta segunda-feira (15), uma alternativa mais moderna de pagamento para o estacionamento zona azul começa a funcionar em Salvador. O Zona Azul Digital chega para dar mais confiabilidade e segurança aos motoristas da capital baiana. Com o novo sistema, os condutores poderão pagar pelo estacionamento em uma das mais de 11 mil vagas disponíveis usando o celular.

Aplicativos de três empresas estarão disponíveis para download nas lojas virtuais para celulares. Até o momento, já foram autorizadas à comercialização as empresas: Sistema de Estacionamento Veicular do Brasil Ltda (Serbet), Inova Soluções em Tecnologia e Gestão Ltda e On Tecnologia de Mobilidade Urbana Ltda. Essa relação será atualizada quando forem credenciais. A relação pode ser vista no site da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador).

Depois de baixar o aplicativo, basta cadastrar login e senha. Será necessário informar o CPF ou CNPJ e alguns dados pessoais. “Queremos que os condutores tenham diversas opções de aplicativos para usar. Esse nosso esforço garante maior transparência nesse processo”, esclarece Fabrizzio Müller, superintendente da Transalvador.

Nesse período inicial de 12 meses, o condutor poderá escolher entre utilizar as cartelas de papel, que serão oferecidas pelos guardadores, ou utilizar o serviço pelos aplicativos credenciados. “Os condutores que optarem por fazer o pagamento utilizando o aplicativo da Zona Azul Digital não precisarão ter mais nenhum custo com guardadores, sejam eles credenciados ou irregulares”, salienta Müller.

O objetivo do Zona Azul Digital é acabar com problemas como a falta de guardadores e oferecer à população mais opções de pagamento, além de uma tolerância de 15 minutos. Pagamentos via cartão de crédito, débito, boleto bancário são algumas opções que estarão disponíveis. Os créditos podem ser comprados com antecedência ou apenas no momento em que o motorista for estacionar o veículo. Não haverá alteração nos valores já cobrados atualmente, de R$3 por 2h, R$6 por 6h e R$9 por 12h. Em eventos, a cobrança pode variar entre R$10 e R$20, dependendo da sinalização.

Os créditos ativados e encerrados com saldo de horas podem ser reutilizados em outro logradouro, desde que a regra de utilização seja a mesma. Por exemplo: sendo o crédito inicial adquirido para a regra de 6h, o saldo de horas não poderá ser utilizado em locais com regra de 2h.

Fiscalização - Não haverá alteração na forma da fiscalização feita pelos agentes da Transalvador. Para fiscalizar os veículos estacionados em área Zona Azul, o agente de trânsito utilizará um aplicativo próprio. Se o carro parado numa dessas áreas não estiver com a cartela física, o agente vai digitar a placa do veículo no aplicativo que irá informar se está regular ou não no Zona Azul Digital, desta forma é importante ficar atento ao horário em que o crédito expira.

O crédito ativado permitirá ao veículo estacionar na mesma vaga durante o tempo de validade. O veículo deve ser retirado da vaga após o término de tempo permitido, caso contrário, será considerado como estacionado de forma irregular.

Os motoristas credenciados pela Transalvador para estacionamento em vagas especiais (idosas, pessoas com deficiência ou com dificuldade de locomoção, gestantes e lactantes) compram os créditos normalmente pelo aplicativo como qualquer outro condutor. Porém, nas vagas reservadas, além da ativação do crédito, continua sendo obrigatório manter no painel do veículo o cartão de credenciamento emitido pela Transalvador.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

O Dia das Crianças chegou mais cedo para a garotada da região do Subúrbio Ferroviário. Nesta quarta-feira (10), o Restaurante Popular Cuidar, localizado em São Tomé de Paripe, recebeu famílias que residem na comunidade para uma manhã de muita diversão e lazer, que envolveu brincadeiras, jogos e até dança. O evento foi promovido pela Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), através da Coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional (Cosan), com apoio da Secretaria Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel).

A área anexa ao restaurante se transformou num verdadeiro miniparque infantil, onde cerca de 100 crianças se dividiram para pular sobre cama elástica, brincar de basquete, dominó, vôlei e até usar da criatividade para fazer pinturas em papel. As atividades fazem parte do projeto Ruas de Lazer. Para complementar o clima da festa, muito balanço com o grupo Engenho Velho Dance, que agitou a galerinha durante 40 minutos, com apresentações e coreografias de músicas eletrônica e pop.

“O objetivo é integrar mais o restaurante com a comunidade, mostrando que esse espaço não é apenas para servir a comida, mas para mexer com todos os sentidos”, destacou o coordenador de Segurança Alimentar e Nutricional da Semps, Gabriel Falcetta.

Frequentadora assídua do restaurante, a dona de casa Sheila dos Santos, 31 anos, observou a movimentação das crianças enquanto se preparava para se deliciar com o delicioso cardápio do dia: estrogonofe de frango. “É uma oportunidade para eles se divertirem sem que os pais precisem gastar transporte para se deslocar para outro bairro ou centro da cidade”, contou.

Localizado na Rua Santa Filomena, s/n, o Restaurante Popular Cuidar é administrado pela Prefeitura através da Semps. Funciona de segunda a sexta-feira, das 11h30 às 13h30 (exceto feriados), em instalações adequadas de higiene e fornece alimentação balanceada a preço acessível de R$1. Diariamente, são servidas 350 refeições para moradores do bairro de São Tomé de Paripe e comunidades vizinhas. Para crianças até 10 anos, não é cobrada taxa.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

A Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) recebeu nesta quinta-feira (11) a instalação do Programa de Combate à LGBTfobia Institucional. Coordenado pela Secretaria Municipal de Reparação (Semur), a iniciativa visa promover o enfrentamento a este problema em todos os órgãos e entidades da Prefeitura.

Na ocasião, gerentes, supervisores e o superintendente da Transalvador, Fabrizzio Müller, tiveram a oportunidade de conhecer mais sobre o programa, as metas estipuladas e de que forma podem contribuir com um ambiente mais plural. “Foi uma ótima oportunidade para saber como nós da Transalvador podemos promover ainda mais o respeito à diversidade social nas nossas atuações dentro e fora do órgão”, afirma o superintendente.

Pioneiro no Brasil, a Prefeitura de Salvador implantou o programa para que todas as pessoas, moradores ou turistas, observem a diversidade da população da capital baiana e favoreça a igualdade entre todos os indivíduos.

“A gente não nasce com a discriminação, a gente adquire com a convivência social. Nós não queremos ser vistos como uma cidade onde seus servidores praticam a LGBTfobia. Por isso que investimos na informação com inciativas como o programa de combate a esse tipo de discriminação”, declarou a titular da Semur, Ivete Sacramento.

0
0
0
s2sdefault

Fale Conosco

O seu canal de comunicação com o nosso site. Caso tenha dúvidas, sugestões ou solicitações de serviços, por favor, mande mensagem que teremos prazer em respondê-la.

Enviando...